Cassilândia, Domingo, 22 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

30/08/2007 19:27

MP denuncia presidente da Câmara de Miranda e mais oito

Gylson Ferreira/Campo Grande News

O Ministério Público Estadual ofereceu ontem denúncia contra nove pessoas pelos crimes de quadrilha, concussão, peculato, corte ilegal de madeira de lei e posse de arma de fogo. Entre os denunciados está o presidente da Câmara Municipal de Miranda, o vereador João Vieira da Silva (PT), preso temporariamente desde quinta-feira da semana passada.

De acordo com o MPE o grupo é especializado na extração ilegal de madeira no Assentamento Bandeirantes e utiliza-se de funcionários e maquinários pertencentes à Administração Pública Municipal para a prática dos crimes.

Em nota, o Ministério Público afirma que João Silva é proprietário de um lote no assentamento e que ele teria se associado a seus irmãos (indentificados como Antônio Vieira e José Vieira) e a alguns assentados, também proprietários de lotes, para "de forma contínua e reiterada", extrair, transportar, utilizar em benefício próprio e comercializar, "tudo sem autorização do órgão ambiental competente, madeira de lei, tais como angico, ipê, peroba e aroeira, sendo esta última, espécime ameaçada de extinção".

Secretário - Ainda conforme o MPE, José Vieira - que é secretário de Agricultura - aproveitou que o maquinário e o pessoal da referida pasta estavam realizando serviços de gradagem nos lotes do Assentamento Bandeirantes e determinou que toda a estrutura fosse desviada em benefício dele e de seus irmãos.

O Ministério Público afirma, por fim, que os irmãos Vieira eram auxiliados por um policial militar - o sargento Joceni -, "encarregado de dar destino (negociava e/ou intermediava) a grande parte da madeira ilegal, o que fazia aproveitando-se da condição de sargento da Polícia Militar para coibir fiscalizações ambientais".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)