Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/01/2010 07:08

Morre Erasmo Dias

O ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo Erasmo Dias morreu, aos 85 anos, na noite desta segunda-feira (4), de acordo com o Hospital do Câncer A.C. Camargo. Ele estava internado desde o dia 2 de janeiro em decorrência de câncer no estômago e no fígado.

Quem era

Antônio Erasmo Dias (Paraguaçu Paulista, 2 de junho de 1924 — São Paulo, 4 de janeiro de 2010) foi um coronel reformado do Exército Brasileiro que ficou conhecido por ter liderado uma violenta invasão à Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP, em 22 de setembro de 1977, onde uma reunião de estudantes pretendia refundar a União Nacional dos Estudantes - UNE.

Biografia
Formado e licenciado em História pela Universidade de São Paulo - USP e bacharel em Direito pela Universidade da Guanabara, Erasmo Dias entrou para o exército onde ficou por 35 anos. Durante o Regime Militar de 1964, Dias destacou-se na época por duas ações. Primeira: foi um dos fundadores do partido político situacionista ARENA na época do bipartidarismo. Segundo: Organizou as primeiras ações de caças aos comunistas depois de 1968. Durante o governo Médici (1973) assumiu a Secretaria de Segurança Pública em São Paulo entre março de 1974 a março de 1979, durante o governo de Paulo Egídio Martins.

Após 1964
Posteriormente foi deputado federal, depois deputado estadual e, por fim, vereador do Partido Progressista - PP, pela cidade de São Paulo.

Foi também professor licenciado de economia. Trabalhava com uma empresa de segurança que treina vigilantes particulares e exerceu o cargo de vereador até 2004.

Erasmo desejava receber indenização, como as que são pagas a perseguidos políticos da época do regime militar. Porém sua ação jurídica não obteve êxito.

Invasão da PUC
Quando era coronel, Erasmo Dias foi um dos braços direito do regime militar em São Paulo. Em 1977, ele comandou a invasão a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, ocorrida em numa quinta-feira à noite. Muitos estudantes saíram queimados devido ao uso de bombas de fósforo. Erasmo havia cercado a faculdade com tropas militares.

Cerca de 1.100 estudantes foram presos e levados ao quartel da polícia na avenida Tiradentes, centro de São Paulo, no Batalhão Tobias de Aguiar.

Com informações da Wikipedia e da Folhaonline

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)