Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

28/08/2016 11:00

Moringa: a proteína verde que está ganhando espaço

Ativo.com.br

Poucos brasileiros ouviram falar de uma planta chamada moringa. Segundo especialistas, essa árvore pode ser considerada uma descoberta barata e revolucionária. Originária da Ásia e da África, a árvore de até 12 metros de altura é remédio – trata de malária a dores de estômago – e alimento com alto valor nutritivo, com uma excelente composição de proteínas, vitaminas e sais minerais.

A moringa vem sendo chamada de árvore da vida pelos seus entusiastas. Entre eles está o Dr. Howard Fisher – autor de 17 livros sobre saúde, praticante da medicina natural e especialista em antienvelhecimento. Em seu livro “Moringa Oleífera: Magic, Myth or Miracle” (“Moringa Oleífera: mágica, mito ou milagre?”), o médico detalhou alguns estudos científicos e descobertas sobre os benefícios desta planta para a saúde. Confira:

Benefícios
São muitos nutrientes, antioxidantes e anti-inflamatórios contidos nessa árvore, por isso, muitos a chamam de Árvore dos Milagres. A moringa tem tanta proteína quanto qualquer outra fonte animal e contém todos os aminoácidos essenciais. É também rica em cálcio, ferro, vitamina A, vitamina C, vitaminas do complexo B, potássio, ômegas e zeatina, hormônio vegetal que atua no antienvelhecimento.

Cerca de 100 gramas das folhas frescas podem suprir as necessidades diárias de cálcio, cerca de 80% das necessidades do ferro e metade das proteínas necessárias. Alguns especialistas dizem que ela tem capacidade alcalinizante e pode ser base para tratamentos diversos: câncer, depressão, mal de Alzheimer, epilepsia, diabetes, inflamações, obesidade, reumatismo, dengue e AIDS.

Pesquisadores concluíram que, comparada grama por grama com outros produtos, a moringa possui sete vezes mais vitamina C que a laranja, quatro vezes mais vitamina A que a cenoura, quatro vezes mais cálcio que o leite de vaca, três vezes mais ferro que o espinafre e três vezes mais potássio que a banana. E mais: a composição de sua proteína mostra um balanço excelente de aminoácidos essenciais.

Proteína vegetal: qual a diferença?
A proteína mais abundante no planeta é a de origem vegetal. Porém, a qualidade nutricional de uma proteína está relacionada à sua digestibilidade e à sua capacidade de satisfazer as necessidades em aminoácidos essenciais (aqueles que precisamos ingerir pois o corpo humano não os produz) para a síntese proteica. Essa qualidade varia de acordo com a fonte proteica, com os tratamentos utilizados no processamento do alimento e com as interações com outros componentes da alimentação.

A digestibilidade pode variar de acordo com a fonte e o preparo da proteína vegetal. E ela pode ser tão alta quanto à animal para alguns alimentos, como parece ser o caso da moringa. A ingestão dos aminoácidos essenciais pode ser atingida utilizando-se apenas as proteínas vegetais ou uma combinação delas com as animais (ovos, leite e queijo).

Como consumir
A moringa pode ser consumida como chá, triturada em pó ou via cápsulas vegetais. O gosto dela é bem forte, então o conselho é misturar a moringa em pó com vitaminas, sucos ou outras receitas saudáveis. As folhas podem ser consumidas cozidas em sopas, guisados e pratos variados.

As folhas e hastes podem ser secas e usadas como condimento, polvilhando sobre os alimentos. A vagem pode ser usada verde e fresca e tem sabor de ervilha quando cozida. As sementes podem ser consumidas torradas e cozidas com sal, tendo um sabor parecido com grão de bico. As flores podem ser utilizadas em saladas, e são fonte importante de néctar para as abelhas.

Moringa: planta também pode filtrar a água
A moringa oferece ainda mais um presente: devido a uma composição dos óleos e das proteínas que existem nas sementes, quando elas são trituradas e misturadas a uma água turva e não potável, acontece o inimaginável: a água fica limpa. Como isso acontece? O pó das sementes de moringa possui a propriedade de atrair argila, sedimentos e bactérias, que vão para o fundo do recipiente e deixam a água clara e potável.

Na edição deste ano da Google Science Fair, estudantes do mundo inteiro foram convidados a usar suas habilidades na ciência, engenharia e tecnologia para desenvolver um projeto que fosse bom para o planeta. Os vencedores da competição foram dois brasileiros que escreveram o projeto: “Semente Mágica – Transformando água contaminada em água potável“.

O projeto apresentou a semente de moringa como uma boa solução para o problema de contaminação das águas por ela ser um coagulante natural, viável e também biodegradável, além de possuir também propriedades antimicrobianas, destacando-se dos coagulantes inorgânicos, como o sulfato de alumínio.

(Fontes: UNESP, NIH National Institutes of Health, ONU, Google Science Fair)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)