Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/02/2004 07:54

Ministério vai contratar 600 funcionários

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Maçao Tadano, anunciou ontem a contratação de 450 técnicos de nível médio e 150 fiscais federais agropecuários para reforçar o controle sanitário e impedir o ingresso no país da influenza aviária, a chamada “gripe do frango”.

Segundo Tadano, o governo federal está comprometido a liberar R$ 68 milhões para defesa sanitária neste ano. “Essa ação é muito importante, já que o Brasil, em 2003, superou os Estados Unidos no ranking da exportação de carne de frango, chegando ao primeiro lugar”, diz. Para 2004, as perspectivas para o Brasil são ainda melhores, já que há 14 países com exportações suspensas devido à incidência da doença em seus plantéis.

Além dos dez países asiáticos (Indonésia, Paquistão, China, Coréia do Sul, Vietnã, Taiwan, Laos, Camboja, Japão e Tailândia), a influenza aviária atingiu também Estados Unidos, Canadá, Bélgica e Holanda. “É um fato que mudará radicalmente o comércio mundial de carne de aves em 2004. Exportamos para 111 países em 2003, faturando mais de US$ 1,8 bilhão, e devemos elevar as vendas em pelo menos 10% neste ano”, afirma. Em janeiro último, Tadano visitou, em missão comercial, Japão, Coréia do Sul e Taiwan com o objetivo de negociar a ampliação de mercados para o frango brasileiro.

O secretário faz também um balanço das medidas que têm sido adotadas para evitar a entrada da doença no Brasil. Entre elas, estão a restrição do ingresso de material genético avícola aos aeroportos de Cumbica (São Paulo) e Viracopos (Campinas) e nos postos de fronteira com os países do Mercosul; a implantação de detectores de matéria orgânica para controlar bagagens e passageiros; o credenciamento de laboratórios para diagnósticos sorológicos; a implementação do cadastro nacional informatizado de granjas avícolas; e a elaboração de normas técnicas para registro e produção de aves de corte e postura.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)