Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/02/2011 01:20

Magistrados ameaçados de morte em MS vão receber proteção da Polícia Federal

Daniella Jinkings, Agência Brasil

Brasília – A Polícia Federal (PF) vai fazer a proteção dos juízes de Mato Grosso do Sul ameaçados de morte por um militar preso por tráfico internacional de drogas e armas. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou ontem (7) que vai visitar o estado assim que a PF “tomar as providências necessárias” para garantir a segurança dos magistrados.

“Determinamos a Polícia Federal que dê segurança aos magistrados que estão sendo ameaçados. Isso é fundamental, pois os magistrados têm de ter a segurança necessária para exercer as suas funções. Iremos a Mato Grosso do Sul conversar com o corpo de magistrados para dar, dentro das condições que temos, a maior segurança possível”, disse o ministro.

Cardozo se reuniu com o diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, e o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Gabriel Wedy, na tarde de hoje. Além de pedir proteção aos magistrados, Wedy também solicitou a transferência do bombeiro Ales Marques, que está detido no Presídio Militar de Campo Grande, para uma penitenciária federal de segurança máxima.

Segundo o ministro da Justiça, o pedido de transferência será avaliado com rapidez. “Vamos providenciar a solicitação, isso deve ser apreciado pela própria magistratura. Mas o que depender do Ministério da Justiça, nós vamos tomar as medidas necessárias para a transferência [do acusado] e proteção dos magistrados”, afirmou.

As investigações feitas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) revelaram que o bombeiro Ales Marques, mesmo preso, arquiteta a morte de juízes federais que atuam nos processos nos quais é acusado de liderar uma quadrilha de tráfico internacional de drogas. Mesmo sob custódia, ele usa celulares livremente.

A PGR também apurou a existência de um esquema de corrupção envolvendo a chefia da escolta de detentos do Presídio Militar de Campo Grande. O presidente da Ajufe afirmou que vai acionar o governo do estado juntamente com o Ministério da Justiça. “Estamos preocupados, mas por outro lado confortados pela garantia que nos foi dada pelo ministro da Justiça.”

Segundo Wedy, a descoberta de ameaças aos magistrados do estado decorreu de investigações da PGR e que é importante garantir a segurança deles. “Vamos fazer uma visita junto com o ministro da Justiça e com o diretor-geral da Polícia Federal para Ponta Porã para prestarmos toda atenção e apoio a esses colegas que foram ameaçados.”

Ales Marques foi preso em flagrante em julho de 2010 e teve a prisão preventiva decretada em outubro. O Ministério Público Federal denunciou 18 pessoas da quadrilha, inclusive a ex-mulher e os filhos do militar, que também estão presos. Foram apreendidos cerca de 80 quilos de cocaína com a organização criminosa.

A quadrilha atuava para abastecer o mercado de drogas de São Paulo, do Paraná e Rio Grande do Sul. A droga vinha do Paraguai e ingressava no Brasil pela fronteira seca entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã.



Edição: Aécio Amado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)