Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/03/2004 09:15

Lula homenageia mulheres no ''Café com o Presidente''

Agência Brasil

A regulamentação de uma lei que obriga hospitais e postos de atendimento médico a comunicar à polícia a ocorrência de internação de mulheres vítimas de violência foi anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para dentro de aproximadamente 30 dias. "Nós sabemos que muitas vezes essa violência se dá dentro de casa", afirmou, no programa radiofônico quinzenal "Café com o Presidente".

Segundo dados do Centro Feminista da Assessoria (Cefêmea), no Brasil, a cada quatro minutos uma mulher é agredida em seu próprio lar ou por uma pessoa com quem mantém relação de afeto. As estatísticas disponíveis e os registros das delegacias demonstram que 70% dos incidentes ocorrem dentro de casa e que o agressor é o próprio marido ou companheiro.

Lula abriu o programa, dedicado ao Dia Internacional da Mulher, parabenizando a filha, Lurian, que faz aniversário hoje, e a mulher, Marisa, “por ela ter tanta paciência em me aturar 30 anos”. Ele lembrou que, no ano passado, o governo tomou diversas iniciativas em reconhecimento à importância da mulher. Entre elas, o Programa Especial para a Mulher, dentro do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura (Pronaf), para o qual foram liberados R$ 5, 4 milhões. “O homem pode fazer o projeto da sua roça e ir no banco pegar o dinheiro, mas a mulher pode fazer um projeto independente também e ir lá e pegar o dinheiro”, disse o presidente. Antes, apenas ao marido era dado o crédito agrícola.

“O Bolsa Família, nós damos para mulher, porque a mulher tem mais responsabilidade, a mulher está mais preocupada”, ressaltou. E citou também que o governo contempla a mulher no programa de Alfabetização. “Em função de termos ainda seis milhões de mulheres analfabetas no Brasil, nós estamos cuidando com muito carinho, com programas especiais para alfabetizarmos as mulheres, sobretudo as mulheres que trabalham no campo”.

Para ele, essas foram vitórias importantes para as mulheres. Contudo, disse o presidente, o espaço conquistado por elas ainda é pouco, diante do que merecem. “Nós precisamos aperfeiçoar a política de saúde para mulher, nós precisamos aperfeiçoar a política de empregos para as mulheres, nós precisamos começar a discutir na sociedade. Não é uma questão do presidente da República, é da sociedade, de garantir maiores oportunidades para as mulheres, até porque as mulheres estão, cada vez mais, entrando no mercado de trabalho. Então eu quero parabenizar as mulheres e dizer que se Deus quiser, eu tenho 58 anos, vou viver o tempo suficiente para gente ver as mulheres serem tratadas em igualdade de condições com os homens no Brasil e no mundo”.

O presidente também elogiou a atuação das mulheres de seu ministério. “As ministras que eu escolhi são pessoas que não estão no governo apenas por serem mulheres, estão no governo, porque são pessoas competentes, são pessoas inteligentes e pessoas de especialidade na sua área”, disse, ao citar as ministras Marina Silva, do Meio Ambiente; Dilma Rousseff, do Ministério das Minas e Energia; Nilcéia Freire, da Secretaria Especial das Mulheres e Maltide Ribeiro, na Secretaria da Igualdade Racial. “Eu acho que essas quatro companheiras simbolizam a idéia fixa que eu carrego de que as mulheres haverão de ocupar muito mais espaço no futuro político do Brasil”.

O programa “Café com o Presidente” é produzido pela Radiobrás, sob a supervisão da Secretaria de Comunicação de Governo e Gestão Estratégica (Secom), com transmissão às 6h, 7h, 8h30 e 13h.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)