Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/06/2004 08:26

Lula diz no rádio que encerrou ciclo de viagens

Gabriela Guerreiro / ABr

O governo encerrou na semana passada um ciclo de viagens consideradas "estratégicas" para a economia brasileira. Na avaliação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, essas viagens trouxeram resultados "extraordinários" ao país, especialmente no campo das exportações. "Nós já tivemos um grande aumento das exportações no primeiro ano de governo. Este ano, até agora, já estamos crescendo 25% mais do que no ano passado - e o importante é que não estamos exportando apenas produtos agrícolas, mas produtos manufaturados, como carros, aviões, carros e máquinas", disse Lula em seu programa quinzenal de rádio, "Café com o Presidente".

Segundo Lula, o Brasil conseguiu na semana passada, durante a viagem aos Estados Unidos, dinamizar o comércio exterior com seu "maior parceiro". O aumento das trocas comerciais com os norte-americanos, na opinião do presidente, facilitará a geração de empregos e oportunidades de trabalho, promoverá o crescimento da economia e melhorará a renda da população. "Isso nunca acontece com a pressa e com o desejo que cada brasileiro ou o presidente da República tenha. Isso acontece no tempo em que as coisas estão amadurecendo. E eu volto para o Brasil convencido de que a viagem foi um sucesso", enfatizou.

O presidente garantiu que o Brasil deseja firmar uma relação "comercial, cultural e política mais ousada" com os EUA, sempre tendo como objetivo principal o incremento das exportações. Mas a verdadeira intenção do governo acho “verdadeira intenção “ uma expressão um pouco arriscada, avaliem aí., segundo Lula, é consolidar as trocas comerciais com "blocos" de países considerados estratégicos em termos de comércio exterior pelo governo brasileiro, como a América do Sul, África, Oriente Médio, e Europa. "O comércio mundial é uma disputa, todo mundo quer vender, mais do que comprar. Ou seja, nós temos que estar sempre produzindo boa qualidade a um preço mais barato, para que possamos conseguir fazer os negócios que desejamos. Mas estamos com a preocupação de continuar fazendo as viagens, solidificar tudo que já foi plantado e ao mesmo tempo cuidar com muito carinho do mercado interno", afirmou.

Emprego

O presidente Lula aproveitou para comemorar a queda na taxa de desemprego registrada pelo IBGE entre os meses de abril e maio deste ano, que passou de 13,1% em abril para 12,2% em maio. Na sua avaliação, o desemprego tende a cair em todo o país, embora o governo ainda tenha muitos desafios na geração de empregos. "Há muito o que fazer ainda. Quando a economia começa a crescer, num primeiro momento as empresas preferem pagar hora extra ao invés de contratarem novos funcionários. Elas precisam ter garantia de que o crescimento é sustentável. Só em um segundo momento é que elas começam a contratar pessoas", disse.

Ele ressaltou que o governo conseguiu criar, de janeiro a abril de 2004, 543 mil empregos formais com carteira assinada – de acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado em maio pelo Ministério do Trabalho e Emprego. "As coisas estão acontecendo, nós ainda temos muito por fazer, nós queremos fazer com que a economia cresça mais rapidamente. Agora que os microcréditos começaram a funcionar e que o crédito com desconto em folha começa a dar seus primeiros resultados, estou convencido de que a economia brasileira não tem mais ter retorno: vai ter um crescimento sustentável e será um crescimento contínuo", garantiu.

Lula também comemorou dados divulgados pelo ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, de que até maio o turismo brasileiro alcançou US$ 347 milhões de superávit, "numa demonstração de que está vindo mais gente para o Brasil do que gente viajando para o exterior". O turismo, segundo o presidente, será um instrumento de geração de empregos e de acúmulo de divisas para o Brasil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)