Cassilândia, Segunda-feira, 24 de Abril de 2017

Últimas Notícias

25/07/2013 17:25

Língua portuguesa, inculta e bela!

Alcides Silva

Demonstrativos

Desde o início da era Lula é comum ver-se o emprego irregular dos pronomes demonstrativos este, esse, aquele, esta, essa, aquela, isto, isso, aquilo e suas combinações com as preposições de e em. Lula, de poucas letras, os confunde; os que o bajulam, imitam-no, mas tais demonstrativos nada demonstram ou evidenciam.
A grande imprensa, com seu batalhão de profissionais ‘estrela vermelha’, comete o “engano” com muita freqüência. Veja estes exemplos: ao referir-se à economia nacional do exercício em curso, ela nos informa que o “pib de 2013 é inferior ao do ano passado”, ou que a decisão sobre determinado problema será tomada “nessa semana”. Todas essas mensagens são equivocadas pois nos transmitem a idéia de passado àquilo que está por acontecer.
Vamos aprender juntos:
Este, esta e isto são originários do latim hic, hac, hoc. Na Consagração do Pão durante a Missa, o celebrante pronuncia “Isto é o meu corpo”, traduzido do latim “hoc est enim corpus meum” e na Consagração do Vinho, “Este é o cálice do meu sangue, do Eterno e Novo Testamento”, (hic est enim calix sanguinis mei, novi et aeterne testaminti).
Tais demonstrativos designam:
a- o que está com ou perto da pessoa que fala:
Esta é a sua vida – Este é o cálice do meu sangue;
Desta água não beberei – Deste pão eu comerei;
Isto é seu – Isto é meu corpo.
b- o tempo presente com relação à pessoa que fala:
Nesta manhã deverá chover;
Nisto você tem razão.
Esse, essa e isso (do latim ipse – a, - um , com o significado de “próprio”, passou de demonstrativo de identidade a demonstrativo da segunda pessoa). Indicam:
a) o que está perto ou com a pessoa com quem se fala:
Essa camisa lhe fica bem;
Desse mal não morrerei;
Nessa casa vivi alguns anos;
“Isso não se faz, Arnesto..”.
b)- o tempo passado ou futuro com relação à época em que se coloca a pessoa que fala:
Desses anos guardo boas recordações;
Nesse tempo havia empregos;
Era noite, nisso ele chegou esbaforido.
Aquele, aquela e aquilo (do latim eccum + ille = aquele; e eccum + illud = aquilo). Esses pronomes demonstrativos mostram:
a)- o que está afastado tanto da pessoa que fala como da pessoa com quem se fala:
Naquele ano a seca matou muito gado;
“Naquela mesa está faltando ele...”.
Aquilo é coisa do demo...
b- um afastamento no tempo de modo vago, que não se pode precisar, ou uma época remota:
Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos...
Aquele, aquela e aquilo contraem-se com preposição a formando àquele, àquela, àquilo:
Àquele jovem foram dadas todos as oportunidades.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 24 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 23 de Abril de 2017
09:00
Maternidade
Sábado, 22 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)