Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/01/2006 08:50

Leia Amplavisão, por Manoel Afonso

Manoel Afonso/TV Record

CONFISSÃO. Aos 88 anos de idade, e morando há 60 anos no mesmo endereço, o ex-governador Wilson Martins, cassado pelo A-5 em 10/02/1969, admitiu à revista “A Gente”: “Fui um governador modesto”.

PRIMEIRO governador eleito (1982), Wilson demonstra a mais completa consciência de suas limitações, fato raro entre os homens públicos, que supervalorizam seus méritos e minimizam suas deficiências. De leve...

BOBAGEM pura pensar em encurtar o recesso também das Câmaras Municipais das pequenas cidades. O recesso economiza telefone, energia, papel, xerox e café. Não há muito o que fazer e o dólar não vai disparar e nem a Bolsa de Valores vai despencar.

PORQUE NÃO? Depois de traficantes, ladrões e assassinos, a Câmara poderá abrigar o costureiro Clodovil, que aos 70 anos anuncia sua candidatura pelo PTC. E depois ainda perguntam “ esse país, tem jeito?”

OUTRA BOA. A Assembléia do Rio, casa de tanta “gente boa”, deve abrigar o jogador Romário em 2.007, que tem a cara do político carioca. Pelo seu currículo e cultura será decisivo no incremento do besteirol.

PREVISÃO. A disputa na Assembléia será tal qual corrida de cavalos: decidida pela cabeça. Sem exageros: pode-se ficar de fora por meia dúzia de votos, tamanho potencial
dos candidatos, inclusive de estreantes.

A TÁTICA. Muitos candidatos do interior já se articulam na formação de esquemas na capital, através de parentes, amigos e ex-moradores de suas cidades. Na reta final, esses votos extras podem fazer a diferença. E como!

ANTONIO JOÃO. O “cap” do Correio do Estado, investe no futebol, programas de rádio e TV. na busca de votos no atacado & varejo rumo à Assembléia. Tem balas na agulha, mas não tem a simpatia de André.

“SEM LIMITES”. Não se bate em jornalista! Raul Freixes paga caro por isso. O jornal “O Estado” anuncia que a justiça acolheu a 91ª Ação contra o deputado, que pode entrar assim para o “Livro dos Recordes”.

SOB RISCO. Antônio João, Picarelli e Freixes são os nomes de peso do PTB, mas terão que estourar em votos para compensar a fragilidade dos demais postulantes. Mas numa campanha tudo pode ocorrer.

DO LEITOR: Se o Brasil imitasse o Paraguai, punindo quem desrespeita o meio ambiente, a situação seria outra. Aqui a corrupção na área é velha e cabeluda. O Governo, inoperante, prefere a miopia.

O FISCAL. Sob sol de 40º, encontrei o dep. Luizinho, de chapéu panamá, visitando as obras de reforma da ponte rodoferroviária do rio Paraná, em Aparecida do Tabuado.
Animado disse: o esforço valeu a pena.

VERTICALIZAÇÃO. Seu fim será sorte para alguns e azar para outros. O PT local foi o grandes perdedor e André o maior beneficiado. Mais do que nunca, concluo que o Delcídio não é candidato a coisa alguma.

EFEITOS. Os deputados Biff e João Grandão, contra o fim da verticalização, poderão ser os mais atingidos, podendo perder espaço para concorrentes de outras siglas. Já Vander, tem estrutura invejável.

MARISA. Hoje é a favorita ao Senado, mas ela teme o poder de fogo de Zeca ao longo da campanha. Nos bastidores pergunta-se: será que André realmente investiria pra valer na candidatura da vice prefeita?

DETALHES. Dagoberto pedirá votos para Zeca, que ainda conta com a gratidão do funcionalismo e dos beneficiados com os programas sociais, incluindo as milagrosas cestas básicas. É o curral eletrônico.

FILÉ. Quem não gostaria de ser companheiro de chapa de André? Pela comodidade do quadro atual e números das pesquisas, é um verdadeiro achado. Murilo, Schimidt e Celina são os favoritos ao cargo.

EDYL FERRAZ. Deputado estadual de 1954/67 e deputado Federal de 1966/70, foi
Delegado estadual na convenção do PSD que escolheu JK candidato poucos dias antes da Revolução de 64. Atento à minisérie!

ALCKMIN & SERRA. Se Lula subir nas pesquisas, o primeiro tem mais chances de ser o candidato, pois o segundo pensaria duas vezes em deixar o certo pelo duvidoso. O foro da decisão será entre os cardeais tucanos.

MUTRETA? O Governo diz que não. Embora as peruas e vans usem óleo diesel no transporte escolar, a licitação oficial foi de gasolina. “Mero detalhe”. Os municípios reclamam: O Estado deve uma grana preta!

ANTONIO CRUZ. Ficou de saia justa com a demissão de Nonatinho, mas fechou o bico. Não deu um pio contra Zeca, pois não tem para onde ir: antes rompeu com André para ficar com o grupo do Governador.

MAIS UM. Depois do caso do Porto de Murtinho e de tantos outros nos domínios do Parque dos Poderes, veio o escândalo da Cerealista de Dourados. Tem gente graúda envolvida. Cardápio de palanque!

TRANSIGIR POLITICAMENTE É UMA DÁVIDA DIVINA. ( JK)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)