Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

21/02/2006 08:20

Lei de subsídios de magistrados é questionada no Supremo

STF

A Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages) ajuizou, no Supremo Tribunal Federal, Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 3675) contra parte da Lei Estadual de Pernambuco nº 12.861/05 que dispõe sobre a fixação dos subsídios do Poder Judiciário no Estado.

Segundo a Anamages, a ação tem a pretensão de defender o direito dos magistrados pernambucanos de verem observado o valor de seus subsídios, o que constitui interesse dos magistrados do Estado. Afirma ainda que a matéria é pertinente às finalidades institucionais da Associação.

Consta da ação que o artigo 2º da lei estadual afronta o artigos 39, parágrafo 4º e 93, inciso V, da Constituição Federal, que dispõem sobre a remuneração dos membros do Poder Judiciário. A entidade explica que o artigo impugnado prevê que o subsídio de desembargador será reajustado somente a partir de 30 de junho de 2005, tendo como parâmetro o subsídio do ministro do Supremo Tribunal Federal. O dispositivo, segundo a Anamages, ofende a Constituição porque o reajuste deveria reatroagir a partir de primeiro de janeiro de 2005, como ocorre com os vencimentos dos ministros do Supremo.

Com isso, sustentando que o dispositivo quebra a proporcionalidade que a Constituição estabeleceu em relação ao subsídio do ministro do Supremo, a autora pede que a Corte declare inconstitucional a norma pernambucana.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)