Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/06/2004 14:53

Laboratório do Iagro será referência para Centro-Oeste

Dourados News

O Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) investe na ampliação, adequação e na compra de novos equipamentos para o Laboratório de Diagnósticos de Doenças Animais (Laban), que passará a dar suporte também a outras culturas animais, além da bovina, tornando-se referência em sanidade animal para toda a região Centro-Oeste. O governador Zeca do PT visitou o Iagro hoje pela manhã e fez questão de conhecer o Laban, ouvindo as explicações do gestor do órgão, Gilmar Borges do Amaral, sobre a importância dos exames realizados em cada sala.

O governo do Estado investe R$ 400 mil nas obras e reaparelhamento do laboratório e a previsão do secretário de Produção e Turismo, José Antônio Felício, é de que até o início do próximo ano já se obtenha o credenciamento junto ao Ministério da Agricultura para ampliar a área de atuação. “Somos o único laboratório em todo o Estado a fazer o diagnóstico da leptospirose”, revelou Felício. A leptospirose é uma doença infecciosa causada por bactéria e transmitida através da urina de ratos.

O Laban está instalado em um amplo prédio na sede do Iagro, no Jardim Ipiranga, em Campo Grande. Só é possível adentrar suas dependências vestindo roupas esterilizadas, pois ali são manipuladas amostras de materiais que podem ser altamente contagiosos. Nos últimos anos o laboratório tem experimentado evolução constante. Gilmar do Amaral relatou ao governador que em 1999 – primeiro ano do Governo Popular – foram realizados no Laban 2.477 exames. No primeiro semestre desse ano já ultrapassam 19 mil diagnósticos.

Doenças que afligem o rebanho bovino como raiva, brucelose, botulismo e a leptospirose são diagnosticadas e estudadas no Laban, que examina ainda a qualidade da carne e do leite e seus derivados, detectando possíveis contaminações por bactérias e parasitas. Com a ampliação das atividades será possível diagnosticar males que afetam as aves, como por exemplo a doença de Newcastle, virose importante que acomete as vias respiratórias causando a morte.

Mas a meta do Iagro é mais ambiciosa: pretende desenvolver rigorosa vigilância sanitária na criação de ovinos, caprinos e até na piscicultura, atividades econômicas que ocupam cada vez mais espaço no Estado. “A idéia é dar suporte para que a economia do Estado cresça com qualidade, com isso vamos ampliar nossas exportações, gerar mais riquezas e empregos”, resumiu Felício.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)