Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/12/2014 16:04

Justiça suspende licitação para pedágio na divisa com São Paulo

Aline dos Santos, Campo Grande News

A Justiça Federal suspendeu a licitação para escolha de empresa concessionária que faria a exploração de pedágio na ponte rodoferroviária sobre o rio Paraná, na divisa de Aparecida do Taboado com Rubinéia (interior de São Paulo). A concorrência 52/2014 foi lançada pelo governo de Mato Grosso do Sul no dia 20 de outubro.

A ação foi proposta pelo MPF (Ministério Público Federal). Conforme a denúncia, após manifestação de interesse pelo governo estadual, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), a quem cabia a conservação, assinou convênio de delegação para a administração e exploração da ponte na BR-436.

A justificativa foi a falta de manutenção da obra, “uma franca contradição ao informado pela Superintendência Regional de São Paulo, que relatou ter investido, nos últimos 6 anos, R$ 3.510.018,43 para manutenção e segurança das instalações e equipamentos elétricos da obra”, informa o processo.

Para o Ministério Público Federal, há outras irregularidades. O Estado não apresentou estudos técnicos preliminares previstos em lei, que demonstrassem a viabilidade de execução do projeto, incluindo custos e benefícios para a definição de tarifas. Além disso, para o MPF, “não vai ao encontro do interesse público delegar a Mato Grosso do Sul somente o trecho da ponte, de 3,7 km, e cobrar pedágio sobre ele, se a BR-463/MS compreende ao todo mais de 14 km de extensão”.

A Justiça Federal de Três Lagoas suspendeu a licitação até ser examinada a validade do convênio de delegação. Em caso de descumprimento, a multa diária de R$ 2 mil.

De acordo com edital, concessionária que vencer a licitação terá que fazer nove quilômetros de duplicação do perímetro urbano de Aparecida do Taboado até a ponte. O preço máximo do pedágio é de R$ 5,20. A concorrência já havia sido questionada pela Amop (Associação dos Municípios do Oeste Paulista).

Eu acho que estão mesmo é querendo colocar esse pedágio la no estado de São Paulo.
 
Ivo Alves Pereira em 23/12/2014 17:14:54
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)