Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/05/2013 19:30

Justiça determina e Maníaco da Cruz será transferido para um hospital

Nicholas Vasconcelos, Campo Grande News
Justiça mandou que Maníaco da Cruz seja levada hospital da Capital. (Foto: Marcos Ermínio)Justiça mandou que Maníaco da Cruz seja levada hospital da Capital. (Foto: Marcos Ermínio)

Uma decisão judicial determina que o Dionathan Celestrino, 21 anos, conhecido como Maníaco da Cruz, seja transferido da 7ª DP (Delegacia de Polícia) para um hospital em Campo Grande. O Campo Grande News apurou que o rapaz deve ser transferido para a Santa Casa ou para o hospital Nosso Lar. Nas duas situações, ele deve permanecer internado sob escolta policial.

A determinação existe porque para a Justiça Dionathan não deve ficar detido em um local de segurança pública, mas de saúde já que ele cumpriu medida socioeducativa pelos três assassinatos cometidos em 2008 em Rio Brilhante, quando tinha 17 anos.

O jovem permaneceu internado em uma Unei (Unidade Educacional de Internação) de Ponta Porã, de onde deveria sair em 2011, mas permaneceu no local pela falta de instituição psiquiátrica para recebê-lo. Segundo o Governo do Estado, foram feitas consultas para 23 locais.

Em março, o Maníaco fugiu pela janela da Unei, mas acabou capturado em Horqueta, a cerca de 160 quilômetros da fronteira com Ponta Porã.

Ele foi deportado para o Brasil na segunda-feira (30) e levado para o 2ª DP (Delegacia de Polícia Civil) de Ponta Porã, de onde foi transferido para a Capital.

Nesta quinta-feira (2), Dionathan passou por exames psiquiátricos no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima. Segundo o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, as avaliações são para avaliar a situação mental do jovem.

Crimes - Dionathan cometeu três assassinatos em Rio Brilhante, deixando as vítimas em posição de crucificação. O primeiro a morrer foi o pedreiro Catalino Gardena, que era alcoólatra. O crime foi em 2 de julho de 2008. A segunda vítima foi a frentista homossexual Letícia Neves de Oliveira, encontrada morta em um túmulo de cemitério, no dia 24 de agosto.

A terceira e última vítima foi Gleice Kelly da Silva, de 13 anos, encontrada morta seminua em uma obra, no dia 3 de outubro. Dionathan foi apreendido no dia 9 de outubro, seis dias após o último assassinato.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)