Cassilândia, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

30/03/2004 16:25

Justiça declara greve legal, mas determina o retorno

Luciana Vasconcelos/ABr

A greve da Polícia Federal foi declarada legal pelo juiz substituto da 7ª Vara Federal de Brasília, Cesar Antônio Ramos. Segundo ele, a greve como um fato social é um direito assegurado pela Constituição. A Advocacia-Geral da União havia entrado com ação solicitando a imediata suspensão da greve.

O juiz no entanto determinou que os grevistas devem suspender condutas abusivas, como a “Operação Padrão” nos aeroportos, portos e postos de fronteira. Determinou também que os grevistas não podem impedir o acesso de funcionários autorizados pelo Departamento de Polícia Federal nos aeroportos, portos e fronteiras e não podem impedir o acesso ao local de trabalho dos servidores que não aderirem ao movimento. De acordo com o juiz, os policiais devem manter serviços essenciais, como plantões e custódia de presos. O descumprimento das determinações pode acarretar uma multa diária de R$ 10 mil ao comando de greve.

Ramos considera que não é justo a população ser vítima do impasse entre polícia e governo. “Para que o funcionamento do serviço público envolvido mantenha-se dentro de um padrão aceitável, não sendo justo nem legítimo que a vítima, ao final, seja a própria sociedade, o cidadão que paga seus impostos, aquele que mantém, em última análise, os serviços públicos e paga o salário do seu servidor”, disse.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)