Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/08/2005 16:56

Justiça dá prazo de 24h para Marcos Valério pagar dívida

Alessandra Bastos / ABr

O juiz Edson de Almeida Campos Júnior, da 34ª Vara Cível de Minas Gerais, deu hoje prazo de 24 horas, após citação, para que o empresário Marcos Valério de Souza, seus sócios e empresas paguem dívida de R$ 56 milhões com o Banco Rural ou indiquem bens à penhora.

No último dia 16, o Banco Rural entrou na Justiça com três ações de execução pedindo o pagamento de dívidas contraídas por meio de cédulas de crédito bancário, uma espécie de nota promissória.

A primeira ação cobra R$ 38,4 milhões da empresa SMP&B e dos avalistas Marcos Valério, Cristiano de Melo Paz, Ramon Hollerbach Cardoso e da empresa DNA. A segunda cobra o pagamento de R$ 530 mil de Marcos Valério e dos avalistas Cristiano Paz e Ramon Cardoso. A terceira ação é para cobrança de R$ 17,4 milhões da empresa Graffiti e dos avalistas Marcos Valério, Ramon Cardoso e a empresa DNA.

O prazo de 24 horas só começa a ser contado depois que todos os acusados forem citados, ou seja, estejam oficialmente cientes da cobrança. Após esse prazo, caso os devedores não tenham pago a dívida ou nomeado os bens, o juiz manda que se penhorem bens livres, tantos quantos bastem, até atingir a quantia.

O mesmo juiz da 34ª Vara Cível de Minas Gerais deu parecer semelhante, na última quarta-feira, para que o Partido dos Trabalhadores (PT) e seus ex-dirigentes José Genoino Neto e Delúbio Soares de Castro, além do empresário Marcos Valério, paguem a dívida de R$ 3,37 milhões com o Banco BMG.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)