Cassilândia, Domingo, 29 de Março de 2020

Últimas Notícias

10/03/2020 11:30

Justiça aceita denúncia contra três acusados de fraude no Postalis

Agência Brasil

A Justiça Federal em Brasília aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra dois ex-diretores do Postalis, fundo de previdência complementar dos empregados dos Correios. Com a decisão, os investigados passaram à condição de réus e vão responder a um processo criminal pelo crime de gestão temerária e fraudulenta. A decisão foi assinada no dia 17 de fevereiro pelo juiz Marcos Vinicius Reis Bastos, da 10ª Vara Federal, e divulgada hoje (9).

De acordo com o MPF, em 2012, Antônio Carlos Conquista, ex-presidente do Postalis, e Ricardo Oliveira Azevedo, ex-diretor financeiro, teriam articulado fraude por meio de aportes do fundo de previdência em títulos do Banco BVA, que teve falência decretada pela Justiça em 2014.

Segundo a acusação, o Postalis comprou duas letras financeiras no valor de R$ 25 milhões, um mês antes da instituição sofrer intervenção do Banco Central. No período, a situação econômica precária do banco era divulgada pela imprensa. A suposta irregularidade teria contado com a participação de José Carlos de Oliveira, então presidente do grupo de investimentos BNY Mellon, que também virou réu no processo.

Na mesma decisão, o magistrado determinou o bloqueio preventivo de R$ 98 milhões nas contas dos acusados para garantir, em caso de condenação, que o valor do investimento feito pelo Postalis possa ser ressarcido em função da falência do banco.

No ano passado, em outra denúncia sobre supostas fraudes em fundos de pensão, o MPF denunciou 26 pessoas em três ações penais que investigam fraudes ocorridas entre 2009 e 2014 contra três entidades de previdência complementar, a Fundação dos Economiários Federais (Funcef), Petros (Plano Petros do Sistema Petrobras) e Postalis.

A reportagem não conseguiu contato com os advogados dos ex-diretores.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 28 de Março de 2020
11:00
Esporte com Saúde
Sexta, 27 de Março de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)