Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/01/2007 09:19

Juiz manda município cumprir decisão

TJ/GO

O juiz Ari Ferreira de Queiroz, em substituição na 2ª Vara da Fazenda Pública Municipal de Goiânia, determinou à Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia que cumpra em 24 horas decisão (mandado de segurança) proferida em agosto do ano passado, que a obrigou a fornecer tratamento adequado e pagar cirurgia reparadora de alto custo da funcionária pública Ana Paula de Oliveira Lima Peixoto, 32, vítima de queimadura nas mãos. Em caso de descumprimento, Ari estipulou multa diária de 720 reais.

Segundo os autos, Ana Paula sofreu lesões graves, principalmente nas mãos, ao se queimar com óleo quente em 14 de julho de 2005. Desde então, iniciou tratamento específico no Hospital de Queimaduras, por meio do SUS, mas com uma das crises enfrentadas pelo Município e pelo hospital por falta de pagamento, acabou deixando o tratamento de lado. Na segunda etapa do tratamento, conforme relatado por Ana Paula, ela passou para a fase de cura das cicatrizes, mas foi informada de que teria de passar por uma cirurgia reconstrutora das mãos, já que poderiam ficar com graves seqüelas. "Faço fisioterapia todos os dias para que as mãos não atrofiem", comentou.

De acordo com ela, o procedimento para reconstrução com pele artificial (americana) é novo no Brasil e não é cadastrado pelo SUS. Ela explicou que nenhum convênio particular até o momento cobre a cirurgia e que o único profissional que realiza esse tipo de procedimento em Goiás é o médico Nelson Sarto Piccolo, cirurgião-chefe da equipe de plásticas do Hospital das Clínicas de Goiânia. "A preocupação não é estética, mas funcional. Até hoje não possuo os movimentos da minha mão direita, uma vez que todos os dedos colaram uns nos outros", afirmou. (Myrelle Motta)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)