Cassilândia, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

Últimas Notícias

03/09/2009 18:05

Juiz manda Estado pagar FGTS aos professores convocados

Edivaldo Bitencourt, Campo Grande News

O juiz da Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos de Corumbá, Eduardo Eugênio Siravegna Júnior, determinou ao Governo do Estado o pagamento de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) aos professores convocados, contratados sem concurso público. A medida poderá contemplar cerca de 8 mil profissionais em Mato Grosso do Sul, mas cada um deverá ingressar com ação cobrando o pagamento do benefício na Justiça.

O magistrado considerou nulos os artigos 19 e 20 da Lei Complementar 87/2000, e a contração sem concurso público de professores da rede estadual de ensino.

Ele julgou parcialmente procedente ação trabalhista contra o Governo estadual. Os docentes pediram o pagamento de 8% de FGTS, que deveria ser calculado sobre o incentivo noturno de educação e regência de classe.

Os professores argumentaram que o Governo estadual convoca os trabalhadores nos períodos de fevereiro a junho e de agosto a dezembro para evitar o pagamento de férias e os demais meses.

O Governo alegou que as relações jurídicas não é uniforme, com alguns tendo contratos por períodos mais longos que outros. A Justiça do Trabalho reconheceu a competência da Vara de Fazenda Pública julgar o processo.

Ele determinou que o Tribunal de Contas do Estado e o MPE (Ministério Público Estadual) acompanhem o caso para calcular o valor da indenização do FGTS a ser pago aos professores convocados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 29 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Domingo, 28 de Maio de 2017
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)