Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/08/2008 13:03

Juiz fecha o cerco a igrejas que fazem campanha política

Renato Lima/Campo Grande News

O juiz da 18ª Zona Eleitoral de Dourados, José Carlos de Souza, se reuniu com pastores e candidatos evangélicos para tentar impedir que os púlpitos virem palanques políticos.

O magistrado destacou que é proibido tirar proveito de bens e locais de uso comum para angariar votos.

Segundo José Carlos, alguns pastores estavam cedendo até 15 minutos dos cultos para discursos de políticos. "Muitos candidatos já faziam campanha antes do dia 6 de julho, em locais proibidos como escolas, igrejas e no comércio", citou.

A legislação eleitoral quer combater o desequilíbrio entre candidatos pelo poder econômico. "Enquanto uns elaboravam debates, outros usavam formas de desobedecer a lei", explicou.

As restrições durante a campanha também valem para entidades como Rotary, Lions e Lojas Maçônicas. "Estamos pregando uma nova forma de campanha, baseada na discussão de idéias".

O uso de igrejas e outros locais públicos na eleição é permitido desde que seja aberto espaço a todos os candidatos e que a liderança do local não manifeste sua posição partidária. "Os cultos devem ser utilizados para oração, não para política. Quem utilizar o templo vai responder na justiça", alertou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)