Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/10/2006 19:33

Juiz em Sinop proíbe pilotos americanos de saírem

Agência Brasil

O juiz Charles Renaud Frazão de Moraes, da Justiça Federal em Sinop (MT), determinou que os passaportes de Joseph Lepore e Jean Paul Paladino continuem retidos pela Polícia Federal. Eles são, respectivamente, piloto e co-piloto do jato Legacy que colidiu em pleno vôo, no dia 29 de setembro, com um Boeing 737-800 da companhia aérea Gol.

A pedido da Justiça Estadual de Mato Grosso, os passaportes dos pilotos norte-americanos foram retidos na semana passada. A decisão do juiz federal, portanto, apenas mantém a apreensão.

Em sua decisão, Moraes também pede que a Embaixada dos Estados Unidos seja procurada para que informe, em prazo de 10 dias, o local onde os pilotos do jato podem ser encontrados. Além disso, fica determinado que os nomes dos pilotos devem ser registrados nos sistemas de controle de imigração do Brasil para que a saída deles do país seja impedida.

O juiz Moraes emitiu as decisões a pedido do Ministério Público Federal (MPF). De acordo com o requerimento do MPF, se ficar comprovado que os pilotos conduziam o jato em rota diferente daquela prevista pelo plano de vôo, fica configurado crime previsto pelo Código Penal: “Expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea”.

Convenção
O Brasil é signatário da Convenção para Repressão aos Atos Ilícitos Contra a Segurança da Aviação Civil, que percebe como crime a destruição de “facilidades de navegação aérea” que resultem em risco à segurança de aeronaves em vôo. O Decreto Legislativo 33, de 1972, que regulamenta a Convenção, prevê a possibilidade de que a Justiça garanta a presença no Brasil dos suspeitos do crime.

O piloto Jean Lepore, de 42 anos, declarou, em depoimento à Polícia Civil de Mato Grosso, que tem licença para pilotar aviões desde 1985 e que teria começado a exercer a profissão em 1988. O co-piloto do jato, Jean Paul Paladino, de 34 anos, declarou à Polícia Civil que tirou licença para pilotar há 15 anos, trabalhou em três empresas aéreas, além da ExcelAir [dona do jato Legacy], e já exerceu a atividade de instrutor de vôo.

O Boeing da Gol caiu com 154 pessoas a bordo, depois de colidir com o jato. Lepore e Paladino fizeram um pouso de emergência e nenhuma das 7 pessoas que estavam no Legacy ficou ferida. Todos os ocupantes do Boeing morreram no acidente.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)