Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/01/2009 16:53

Juiz de MS autoriza interrupção de gestação de risco

Fernanda Mathias, Campo Grande News

O juiz Aloísio Pereira dos Santos, da 1ª Vara do Tribunal do Juri de Campo Grande, concedeu autorização para que seja interrompida a gravidez da jovem de 20 anos, que recorreu à Justiça por conta da anomalia no feto. O problema praticamente descarta as chances de sobrevivência da criança e põe em risco sua própria vida. Ela está no quarto mês de gestação.

A decisão levou em conta exames médicos mostrando que o feto está sendo gerado sem o osso do crânio e seu cérebro está em formação está exposto ao líquido amniótico, o que, além de impedir sua sobrevivência fora do útero, pode provocar a morte da mãe.

A ação foi movida pela Comissão de Direitos Humanos pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), diante do drama vivido pela jovem.

“Se os médicos afirmam com 100% de certeza que a moça está gerando um feto com uma anomalia incompatível com a vida extra uterina e de alto risco de morte para a mãe não havia outra saída”, disse a presidente da Comissão, Delasnieve Miranda Daspet de Souza. Ela vai entregar a autorização ao médico ginecologista e obstetra da jovem, Rogério Brustoloni Guimarães, ainda na tarde de hoje. A família também foi comunicada e a mãe da gestante é esperada nesta tarde na sede da Seccional da Ordem para pegar cópia do documento.

A vice-presidente da OAB-MS, Kátia Cardoso, que ajudou na elaboração da petição para interrupção da gravidez, destacou a urgência com que o caso foi tratado pela justiça, que proferiu decisão menos de 48 horas após ser apresentado o pedido pela OAB.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)