Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/03/2006 20:29

José Dirceu entra com novo MS para reaver mandato

STF

O ex-deputado José Dirceu impetrou, no Supremo, um Mandado de Segurança (MS) 25900 contra atos da Presidência e da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados que culminaram na cassação de seu mandato parlamentar. Na ação o ex-deputado e também ex-ministro da Casa Civil alega que a cassação de seu mandato não respeitou o devido processo legal. Sustentou ainda que teve sua defesa impossibilitada. O relator é o ministro Gilmar Mendes.

A defesa de José Dirceu argumenta na ação que o relatório aprovado pelo Plenário da Câmara em 30 de novembro difere do texto que havia sido referendado pelo Conselho de Ética. Segundo informa na ação, uma decisão do STF determinou a retirada do relatório dos trechos relativos ao depoimento da presidente do Banco Rural, Kátia Rabello.

Para a defesa, a supressão do depoimento do parecer aprovado pelo Conselho de Ética, fez com que o texto levado a Plenário fosse diferente daquele apreciado pelo Conselho. Na avaliação da defesa, o parecer modificado deveria ter retornado ao Conselho para nova votação, o que segundo a defesa não foi feito, ferindo o artigo 14, parágrafo 4º, inciso V do Código de Ética e Decoro Parlamentar.

Desta forma, a defesa atribui à pressa, a cassação de José Dirceu e as respectivas irregularidades apontadas no processo: “o anseio de rápida punição fez com que o processo disciplinar transcorresse à margem da legalidade e ao arrepio dos princípios constitucionais, ocasionando diversas manifestações desta Suprema Corte”. No caso a defesa refere-se às seguidas vezes que ajuizou ações no STF para questionar o processo de cassação de seu mandato.

A defesa informou no mandado de segurança que o ex-deputado Roberto Jefferson foi cassado “por ofender o decoro parlamentar ao fazer acusações sem provas”. Jefferson acusou Dirceu de ser o principal articulador do esquema de distribuição de valores, chamado de mensalão. Segundo a defesa, a Câmara dos Deputados passou a absolver deputados federais “que assumidamente receberam tais recursos irregulares”.

Diante das alegações, a defesa de José Dirceu requer o reconhecimento pela Suprema Corte das violações ao Código de Ética Parlamentar e aos princípios constitucionais do devido processo legal e ampla defesa.

Requer então a concessão do mandado de segurança para anular a sessão do Plenário da Câmara realizada no dia 30 de novembro último, com a imediata determinação de retorno de José Dirceu ao exercício do mandato. Também pede que seja determinada a remessa do parecer modificado ao Conselho de Ética para que sejam feitos os procedimentos de defesa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)