Cassilândia, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

Últimas Notícias

13/04/2011 09:33

Integrantes do MST passam noite no Incra

Campo Grande News/ Viviane Nunes

Cerca de 300 representantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) passaram a noite no Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) em Campo Grande e devem deixar o órgão apenas na próxima quarta-feira.

Eles querem que a pauta de reivindicações apresentadas ao órgão no último dia 30 seja atendida e entre outras coisas, pedem a nomeação de um superintendente para o Mato Grosso do Sul. O atual responsável pelo órgão no Estado, Manoel Furtado, atua de maneira interina e responde também, pelo Estado do Rio de Janeiro.

Os sem terra cumprem programação nesta quarta-feira que inclui uma marcha até o Ministério Público Estadual e Federal onde pretendem protocolar um documento que, segundo o coordenador estadual do MST, Tadeu Moraes Delgado, pede providências sobre a suspensão de recursos e benefícios concedidos aos assentados e acampados do Movimento.

Segundo Tadeu, o Ministério Público suspendeu o pagamento enquanto não houver o levantamento de lotes com irregularidades no cone sul do Estado. “Queremos saber quem vai se responsabilizar por nossas perdas”, afirmou.

Durante a semana os sem terra também prometem uma ida até a Assembleia Legislativa, no Parque dos Poderes, para apresentarem suas reivindicações aos deputados.

Ainda hoje os representantes do MST da região do Vale do Ivinhema devem ‘engrossar’ o movimento se juntando aos que já estão acampados na sede do Incra. “Devemos ser 500 até o fim do dia”, afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Março de 2017
Domingo, 26 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 25 de Março de 2017
21:10
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)