Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/03/2015 08:42

Indústria reduz vagas de emprego em 90% no primeiro bimestre do ano

Campo Grande News

A indústria sul-mato-grossense reduziu em 90% as vagas de empreso no primeiro bimestre desse ano, em relação ao mesmo período de 2014. Naquela época, o setor gerou 1.922 postos e agora foram apenas 176 novas oportunidades, segundo a Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul). Ainda assim, a indústria é o segundo maior segmento com número de empregados formais, perdendo apenas para o setor de serviços.

O setor é composto por indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, conforme o Radar Industrial. Os números tiveram uma leve alta de janeiro para fevereiro, que aponta uma reação, segundo a Fiems.

Apesar da pequena recuperação, o quadro de demissões líquidas segue concentrado na indústria da construção, que foi responsável pelo fechamento de 1.036 vagas no período de janeiro a fevereiro, segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

“Condição semelhante também ocorreu para o conjunto da economia estadual, com a abertura 1.574 vagas em fevereiro de 2015. Já no acumulado do ano, o saldo cai para 508 novos postos de trabalho, enquanto a média para o período, considerando o intervalo de 2005 a 2015, é 5.549 vagas abertas”, detalhou.

O economista destaca que o conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul encerrou fevereiro de 2015 com um contingente de 133.791 trabalhadores formalmente empregados, aumento de 0,4% em relação a janeiro.

“A indústria segue respondendo pelo 2º maior contingente de trabalhadores formais empregados no Estado, com participação de 21% sobre o total, ficando atrás somente do setor de serviços, que emprega formalmente 182.729 trabalhadores com participação equivalente a 28,6%”, disse.

Desempenho - Em janeiro a fevereiro de 2015, ao todo 102 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 2.206 vagas, com destaque para abate de reses, exceto suínos (+241), fabricação de açúcar em bruto (+173), distribuição de energia elétrica (+165), fabricação de artefatos têxteis para uso doméstico (+136), curtimento e outras preparações de couro (+101), entre outros.

Em contrapartida, no mesmo período, 89 atividades industriais apresentaram saldo negativo em Mato Grosso do Sul, proporcionando o fechamento de 2.030 vagas, com destaque para obras de engenharia civil não especificadas anteriormente (-709), construção de rodovias e ferrovias (-392), fabricação de álcool (-151), obras de terraplenagem (-99) e captação, tratamento e distribuição de água (-69).

De acordo com Ezequiel, em relação aos municípios, no mesmo período, constatou-se que em 36 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a fevereiro de 2015, favorecendo a abertura de 1.410 vagas, com destaque para Angélica (+293), Nova Andradina (+173), Campo Grande (+133), Itaquiraí (+97), São Gabriel do Oeste (+87), Iguatemi (+81), Bataguassu (+74), Naviraí (+64) e Amambai (+55). Por outro lado, no mesmo período, em 34 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, proporcionando a fechamento de 1.234 vagas, com destaque para as cidades de Três Lagoas (-561), Terenos (-66), Água Clara (-64), Paranaíba (-60), Fátima do Sul (-58) e Ponta Porã (-52).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)