Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/04/2016 15:00

H1N1: mortes sobem 50% no país em uma semana

EPharma Notícias

Em uma semana, o número de mortes por H1N1 subiu cerca de 50% no país, segundo dados de boletim do Ministério da Saúde divulgado ontem. Do início do ano a 16 de abril, foram 230 vítimas, contra 153 registradas no balanço anterior, com informações até 9 de abril. A quantidade de casos da síndrome respiratória aguda grave ( SRAG) causada pelo vírus também aumentou de 1.012 para 1.365 ( alta de 34%).

No Estado do Rio são 17 mortes. Na semana passada, o governo havia divulgado 14 casos. São Paulo continua no topo do ranking, com 51,7% dos registros ( 119 notificações). Na sequência estão Santa Catarina ( 20 óbitos), Rio Grande do Sul ( 13), Minas Gerais ( 10), Bahia ( 8), Pará ( 6), Paraná ( 4), Distrito Federal ( 3), Mato Grosso do Sul ( 3), Mato Grosso ( 3), Rio Grande do Norte ( 3), Ceará ( 3), Alagoas ( 2), Pernambuco ( 1), Paraíba ( 1), Amapá ( 1) e Espírito Santo ( 1).

O Sudeste também concentra a maioria dos casos de H1N1. São 883 em São Paulo, cerca de 65% do total. Em seguida, Santa Catarina ( 102 casos), Goiás ( 62), Rio ( 44), Minas Gerais ( 44), Pará ( 42), Distrito Federal ( 36), Rio Grande do Sul ( 32), Bahia ( 32), Paraná ( 30), Mato Grosso do Sul ( 14), Pernambuco ( 11), Alagoas ( 6), Ceará ( 6), Rio Grande do Norte ( 6), Espírito Santo ( 5), Mato Grosso ( 4), Paraíba ( 3), Amapá ( 1) e Sergipe ( 1).

Em meio à corrida por vacina em várias cidades, o Ministério da Saúde informou que já enviou, desde o dia 1 º de abril, 57% do total dos lotes do imunizante para a campanha deste ano. E esclarece que a entrega aos municípios é responsabilidade dos estados. Segundo o órgão, ainda serão previstas mais quatro remessas com o restante do produto para as próximas semanas, de acordo com a entrega da vacina pelo fabricante, o Instituto Butantan.

O Ministério da Saúde reforça, no entanto, que outras medidas de prevenção, além da vacina, devem ser tomadas, como lavar sempre as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas, o que facilita a transmissão de doenças respiratórias. O órgão destacou ainda que todos os estados estão abastecidos com o fosfato de oseltamivir, medicamento para tratar a contaminação por H1N1, que deve ser tomado nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas. A compra do remédio é centralizada no Ministério da Saúde.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)