Cassilândia, Sábado, 27 de Maio de 2017

Últimas Notícias

09/03/2004 14:27

Greve da Polícia Federal tem adesão de 80% da categoria

Benedito Mendonça / ABr

Mais de oito mil policiais federais entraram em greve hoje, em todo o país, por tempo indeterminado, reivindicando do governo o cumprimento da Lei 9.266, de 1996, que transformou a carreira de policial federal de nível médio para nível superior. Um balanço nacional do movimento grevista, divulgado ao meio-dia pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), indica a adesão de 80% dos policiais em todos os estados. Somente Minas Gerais deverá iniciar a paralisação na quinta-feira, dia 11.

De acordo com o presidente da Fenapef, Francisco Garisto, serão assegurados os 30% dos serviços essenciais exigidos por lei, como a segurança nos aeroportos, portos e fronteiras. No entanto, ele adverte que “todos os serviços de investigação da Polícia Federal, como o caso Waldomiro Diniz e a Operação Anaconda, serão prejudicados diretamente”.

O comando do movimento grevista informou que, nos serviços essenciais, será mantido um número reduzido de policiais. Entre esses serviços estão a emissão de passaportes para os casos de doença e morte e o trabalho de segurança nos aeroportos.

Com relação aos transtornos causados à população, Garisto afirmou que um grande problema das greves dos servidores públicos é atingir a população, mas que tudo vai ser feito para minimizar os transtornos. “Nós estamos tentando fazer o possível para que a população entenda que ela tem de ter uma Polícia Federal eficiente e bem paga”.

Além do cumprimento da Lei 9.266/96, os policiais federais reivindicam melhores condições de trabalho, como pagamento de diárias e reembolso de gastos com viagens. “Ninguém quer aumento de salário”, ressaltou Garisto. Para ele, ao não atender às reivindicações, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, parece estar empurrando os policiais para a greve.

Caso venha a ser atendida, a principal reivindicação dos policiais federais vai fazer com que o salário básico da categoria passe de R$ 360,00 para R$ 554,38

Em nota divulgada ontem, o ministro da Justiça lamentou a decisão da Federação Nacional dos Policiais Federais em suspender as negociações com o governo e assinalou que o Ministério está tomando providências para que os serviços essenciais continuem a ser prestados à população.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
10:01
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Quinta, 25 de Maio de 2017
13:00
Dicas de segurança
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)