Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/04/2005 09:40

Governo vai equiparar legislação de pesca de MS com MT

APn

O governo do Estado vai apresentar na próxima reunião do Conselho Estadual da Pesca (Conpesca), que acontecerá na primeira quinzena de maio, a proposta de estabelecimento de cota de pescado para os pescadores profissionais de Mato Grosso do Sul. A medida visa equiparar a legislação local com a de Mato Grosso. O limite de cota por pescador será de 100 quilos de peixe por semana.

A decisão foi tomada durante a reunião do Grupo Técnico Tripartite (GTT) que aconteceu em Cuiabá na semana passada, entre o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul, José Elias Moreira, o diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente Pantanal (Imap-MS), Cid Roner; o superintendente de Pesca de Mato Grosso do Sul, Thomaz Lipparelli; e o secretário-especial de Meio Ambiente e presidente da Fundação Estadual de Meio Ambiente de Mato Grosso (Fema), Moacir Pires de Miranda Filho.

Durante a reunião ficou estabelecido que os dois estados terão o período de defeso unificado, que será de novembro a fevereiro. Outro ponto importante discutido foi proibir a introdução de espécies exóticas na bacia do Rio Paraguai. A proposta será levada ao governo paraguaio, sendo um acordo binacional.

Uma das espécies exóticas citada como exemplo pelo superintendente de Pesca, Thomaz Lipparelli, é a tilápia, de origem asiática, que come as ovas de outros peixes e altera o equilíbrio ambiental causando prejuízos ecológicos.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e presidente da Fema, Moacir Pires de Miranda Filho (Mato Grosso), o governo de seu estado vai implantar a Operação Cardume – cruzamento de informações sobre os pescadores profissionais, seguindo o exemplo de Mato Grosso do Sul e, para isso, solicitou a parceria da Sema (Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul e do Imap (MS). O objetivo é iniciar a Operação Cardume no estado vizinho a partir do dia 1º de maio. Segundo Thomaz Lipparelli, além de Mato Grosso, São Paulo e Paraná devem ser os próximos estados em implantar a Operação Cardume.

Gislaine Balbinot - Sema

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)