Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/02/2007 14:30

Governo federal anuncia corte de R$ 16 bilhões

Em reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros Guido Mantega (Fazenda) e Paulo Bernardo (Planejamento) no Palácio do Planalto, líderes partidários do Congresso receberam a informação que o governo federal decidiu bloquear cerca R$ 16 bilhões do Orçamento 2007. O anúncio oficial deve ocorrer nas próximas horas. O valor do contingenciamento é próximo ao feito no ano passado, de R$ 15,9 bilhões.

Segundo o líder interino do governo, Beto Albuquerque (PSB-RS), o contingenciamento de R$ 16 bilhões em gastos representa 0,73% do PIB (Produto Interno Bruto). O líder não soube informar quais as áreas afetadas pelo corte, mas garantiu que as emendas dos parlamentares não serão bloqueadas. Ao todo, as emendas somam R$ 3,5 bilhões. Na semana passada, a expectativa era de que os cortes atingiriam principalmente despesas propostas pelo Congresso.

O governo teme uma repercussão negativa dos parlamentares a cortes em um momento que precisa de apoio para aprovar medidas do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no Congresso. Lula já havia afirmado que pretendia preservar obras previstas pelo PAC no momento do contingenciamento, que é feito todos os anos --o governo só costuma confirmar gastos previstos no Orçamento depois que tem certeza de que haverá receitas parar bancá-los.

A reunião de hoje tratou, entre outras coisas, de temas ligados ao PAC, como detalhes do fundo de investimento em infra-estrutura com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). As centrais sindicais pedem garantia de rentabilidade para esse investimento. Roberto Amaral, vice-presidente do PSDB, disse que isso está sendo discutido, mas o governo não irá descumprir nenhuma regra para fazer isso. A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) não permite a rentabilidade mínima.

"Nenhum corte atingirá o PAC. O Orçamento será adequado e por isso serão feitos ajustes", disse Amaral. Hoje, os ministros Mantega, Bernardo e Dilma Rousseff (Casa Civil) irão ao Congresso apresentar o PAC aos parlamentares. "Temos que negociar com todas as lideranças. Mas vamos manter a espinha dorsal do PAC. Isso é inegociável."




Correio Web

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)