Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/10/2013 14:16

Governo aumenta em 56% verba da UEMS para construir nova sede

Notícias MS

O Governo do Estado prevê aumento de 56,19% no orçamento da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) no próximo ano, conforme peça orçamentária, enviada dia 15 à Assembleia Legislativa. O crescimento, segundo o presidente da Aduems (Associação dos Docentes da universidade), Wilson Brum Trindade Júnior, será revertido na construção de unidade em Campo Grande e de novo bloco em Dourados e não atende o apelo da comunidade escolar por mais recursos para custeio e melhorias nos campus.

De acordo com o Orçamento do Estado de 2014, a meta do governo é destinar R$ 178,12 milhões, R$ 64,16 milhões a mais do que os R$ 113,96 milhões previstos para este ano. Do total, R$ 53,5 milhões deverão ser aplicados na construção da unidade da UEMS na Capital, com curso de medicina e na construção do Bloco “G”, em Dourados.

Com base nos números, divulgados no lançamento do programa MS Forte 2, serão destinados R$ 10,66 milhões a mais para à faculdade em 2014. O total é 9,3% maior ao repassado no ano passado. Por outro lado, a previsão é de a arrecadação do Estado crescer 12,77% e atingir pouco mais de R$ 12 bilhões.

“Mais uma vez o governador (André Puccinelli), repassará à universidade valor inferior ao percentual de crescimento da receita do Estado. Por isso, ele acabou com a lei que vinculava a arrecadação com o repasse à instituição. Antes, a previsão era destinar 3% da receita, mas, hoje, o repasse não passa de 1,3%”, disse o presidente da Aduems.

O resultado, segundo ele, é o sucateamento da universidade. “Faltam laboratórios, equipamentos, acervos bibliográficos e as salas estão se deteriorizando por falta de investimentos”, comentou. “O acadêmico sofre por ter uma formação mais teórica e menos técnica”, emendou. Atualmente, 94% da receita repassada à instituição é revertida no pagamento da folha salarial.

Novas unidades - A unidade em Campo Grande será feita ao lado do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul0, na saída para Aquidauana. Segundo o governo, o campus atenderá em média 1,8 mil alunos e mais 24 mil usuários de serviços de saúde por ano, após o sexto ano de implantação da faculdade de medicina.

Sobre a ampliação da unidade de Dourados, a previsão é abrir mais 500 vagas. Juntas, de acordo com o Executivo, as duas unidades deverão gerar mais de 350 empregos na educação superior.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)