Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/06/2016 13:11

Governador vai explicar as razões da vistoria veicular ao MPE

Leonardo Rocha, Campo Grande News

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai explicar ao MPE (Ministério Público Estadual), os motivos para cobrança da vistoria veicular em Mato Grosso do Sul. Ele irá contrapor os argumentos da instituição, que recomendou a suspensão da taxa no Estado.

"Existe a recomendação, mas a decisão é da nossa gestão, vamos responder oficialmente ao MPE, e explicar a importância da vistoria veicular". O tucano ponderou que esta verificação dos veículos com mais de cinco anos de fabricação, contribui para segurança de quem trafega nas vias públicas e ao próprio motorista.

"Vamos defender nossa posição com embasamento legal, aceitamos a recomendação, mas temos o contraponto que diverge do MPE", disse Azambuja. O diretor-presidente do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), Gerson Claro, também ressaltou que a vistoria continua normalmente, já que não existe nenhuma decisão judicial que suspenda o serviço.

O MPE recomendou, na semana passada, a suspensão da taxa de vistoria veicular. Assim como o cancelamento de todos os credenciamentos e contratos com as empresas que hoje promovem a atividade. Foi estabelecido o prazo de 15 dias para o poder executivo responder se vai acatar ou não o que foi solicitado.

Caso não havia este entendimento, o MPE irá adotar medidas legais para suspender a cobrança. A vistoria veicular foi regulamentada em dezembro de 2014, ainda pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB). Quando Reinaldo assumiu o cargo, em janeiro de 2015, decidiu continuar com a cobrança, que varia entre R$ 100 a R$ 130,00.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)