Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/03/2004 14:38

Genro defende autonomia de universidades para cotas

Luciana Valle / ABr

O ministro da Educação, Tarso Genro, defendeu hoje a autonomia das universidades públicas na adoção de critérios específicos para o sistema de cotas para negros que desejam ingressar nessas instituições. Disse que a medida provisória que regulamenta a oferta de 20% de vagas aos negros brasileiros ainda está em discussão, mas a norma que deverá ser estabelecida pelo governo não vai separar a questão social da racial, sob pena de discriminar pobres brancos de pobres negros e vice-versa.

Ele disse que um exemplo de critério adotado para o ingresso de negros é a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) que, pela primeira vez, vai avaliar a condição sócio-econômica do candidato negro, favorecendo aquele que pertence a uma família com renda per capita líquida de até R$ 300 por mês. Vinte por cento é o total de vagas a serem preenchidas no ensino público superior por alunos negros ou pardos. Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que apenas 4,4% dos estudantes universitários são negros, e 3,2 % pardos.

O ministro da Educação, que participou da Marcha dos Prefeitos em Defesa dos Municípios, encerrada hoje em Brasília, afirmou que é prioridade do governo federal a criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O Fundeb vai substituir o Fundo Nacional de Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef).

Genro admitiu, no entanto, que os recursos federais disponibilizados pelo governo são ainda insuficientes. Ele informou que entre transporte escolar, educação de jovens e adultos e o Programa Brasil Alfabetizado, o repasse de verbas aos estados e municípios é de R$ 851 milhões. Ele garantiu que o Ministério da Educação está ''afinado" com a equipe econômica do governo Lula, para a implantação dos programas de sua pasta.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)