Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/01/2006 17:10

General havia reforçado operações militares esta semana

Mylena Fiori/ABr

A Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah) havia iniciado, na última quinta-feira (5), uma série de novas ações militares em Porto Príncipe e arredores. O objetivo, segundo comunicado da Minustah à imprensa, era "reestabelecer a segurança pública, indispensável ao bom andamento das eleições".

A iniciativa havia sido anunciada em 22 de dezembro pelo secretário-geral das Nações Unidas no Haiti, o diplomata chileno Juan Gabriel Valdés. O general brasileiro Urano Teixeira da Matta Bacellar, encontrado morto na manhã de hoje, em Porto Príncipe, era o chefe militar da missão.

Na própria quinta-feira (5), a Minustah divulgou que "diversos pontos de controle militar já haviam sido instalados na capital haitiana". O mesmo comunicado pedia paciência à população.

"A Minustah tem consciência dos inconvenientes causados por estas ações, notadamente pela perturbação da circulação e pela revista dos usuários. Em consequência, convida a população a dar uma prova de paciência, compreensão e colaboração para o êxito dessas operações", diz a nota oficial.

A Minustah destaca, no entanto, que a segurança da região depende tanto de ações militares quanto de esforços contínuos visando a melhoria das condições de vida nos bairros mais pobres de Porto Príncipe.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)