Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

28/12/2004 12:40

Fundersul terá R$ 125 milhões para estradas em 2005

Maristela Brunetto / Campo Grande News

O plano de investimentos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) foi aprovado pelos deputados estaduais já com a previsão de obras a serem executadas com os R$ 125 milhões previstos em recursos. Na verdade, a previsão orçamentária é de R$ 130 milhões, mas R$ 5 milhões ficarão para serem quitadas algumas obras já em execução no orçamento deste ano.
Para as pavimentações em curso estão previstos R$ 41,1 milhões. É o caso dos trechos entre Rio Negro e Corguinho, Amambai e Caarapó e Sidrolândia e Quebra Côco. São 17 trechos.
Há ainda trechos em recuperação, encascalhamento e despesas com equipamentos e combustíveis. Para as obras em andamento, o governo pretende destinar R$ 41,1 milhões e deixar outra parte – de R$ 57 milhões – para o orçamento do fundo em 2006.
Novas obras terão R$ 46 milhões. São 38 trechos a serem pavimentados, encascalhados ou terem algum outro tipo de reparo. Entre eles estão o acesso de Brasilândia ao rio Paraná, no leste do Estado; a ligação de Bonito a Bodoquena, atualmente sem pavimentação; acesso ao porto de Bataguassu e a ligação asfáltica de Campo Grande a Rochedinho.
O governo vai ainda construir uma ciclovia entre Ponta Porã e Antônio João, construir uma ponte sobre o rio Santo Antônio e duplicar o trecho entre Nova Andradina e Batayporã. Esta é a obra mais cara entre as previstas – de R$ 4,5 milhões, com R$ 2,7 milhões a serem executados em 2006.
O governo fará o encascalhamento em 12 trechos, incluindo entre Água Clara e entroncamento da BR-060, fazendas Jatobá e Esmeralda, ponte do Grego e Taboco, região do Mutum e Santa Rita do Pardo, Três Lagoas e Alto Sucuriu e entroncamento da BR-158 e Inocência.
Pelo decreto legislativo, se houver superávit de recursos, pelo menos 80% deverão ser investidos obrigatoriamente. Não é especificado o que pode ser feito com a diferença.
Consta ainda que a diretoria executiva do fundo pode suplementar, ajustar ou remanejar os recursos, com exceção da verba às obras previstas, que totalizam R$ 74,1 milhões dos R$ 125 milhões previstos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)