Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/12/2004 12:40

Fundersul terá R$ 125 milhões para estradas em 2005

Maristela Brunetto / Campo Grande News

O plano de investimentos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) foi aprovado pelos deputados estaduais já com a previsão de obras a serem executadas com os R$ 125 milhões previstos em recursos. Na verdade, a previsão orçamentária é de R$ 130 milhões, mas R$ 5 milhões ficarão para serem quitadas algumas obras já em execução no orçamento deste ano.
Para as pavimentações em curso estão previstos R$ 41,1 milhões. É o caso dos trechos entre Rio Negro e Corguinho, Amambai e Caarapó e Sidrolândia e Quebra Côco. São 17 trechos.
Há ainda trechos em recuperação, encascalhamento e despesas com equipamentos e combustíveis. Para as obras em andamento, o governo pretende destinar R$ 41,1 milhões e deixar outra parte – de R$ 57 milhões – para o orçamento do fundo em 2006.
Novas obras terão R$ 46 milhões. São 38 trechos a serem pavimentados, encascalhados ou terem algum outro tipo de reparo. Entre eles estão o acesso de Brasilândia ao rio Paraná, no leste do Estado; a ligação de Bonito a Bodoquena, atualmente sem pavimentação; acesso ao porto de Bataguassu e a ligação asfáltica de Campo Grande a Rochedinho.
O governo vai ainda construir uma ciclovia entre Ponta Porã e Antônio João, construir uma ponte sobre o rio Santo Antônio e duplicar o trecho entre Nova Andradina e Batayporã. Esta é a obra mais cara entre as previstas – de R$ 4,5 milhões, com R$ 2,7 milhões a serem executados em 2006.
O governo fará o encascalhamento em 12 trechos, incluindo entre Água Clara e entroncamento da BR-060, fazendas Jatobá e Esmeralda, ponte do Grego e Taboco, região do Mutum e Santa Rita do Pardo, Três Lagoas e Alto Sucuriu e entroncamento da BR-158 e Inocência.
Pelo decreto legislativo, se houver superávit de recursos, pelo menos 80% deverão ser investidos obrigatoriamente. Não é especificado o que pode ser feito com a diferença.
Consta ainda que a diretoria executiva do fundo pode suplementar, ajustar ou remanejar os recursos, com exceção da verba às obras previstas, que totalizam R$ 74,1 milhões dos R$ 125 milhões previstos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)