Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/03/2005 08:36

Funasa iniciará vacinação de cerca de 13 mil índios

Débora Barbosa/ABr

Cerca de 13 mil índios de 677 aldeias e 56 pólos-base (Unidades de Atendimento à Saúde Indígena) em todo o país serão imunizados a partir da próxima segunda-feira (4/4/). A terceira edição da Semana de Vacina das Américas terá como foco neste ano a população indígena que reside em áreas de difícil acesso e sem informação sobre cobertura vacinal.

A ação é da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), com apoio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Terão prioridade 6.711 crianças com até quatro anos de idade, 7.500 mulheres em idade fértil, gestantes e idosos.

As vacinas garantem prevenção contra 13 doenças e serão aplicadas em 18 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei) localizados nos estados do Acre, Pará, Roraima, Amazonas, Mato Grosso, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina. Também receberão a cobertura vacinal os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Pernambuco e Minas Gerais, para atingir parte da população indígena do Espírito Santo.

"A principal meta da campanha é a redução da mortalidade infantil nas populações indígenas", informa o diretor do Departamento de Saúde Indígena da Funasa, Alexandre Padilha. A campanha também contribui, acrescenta, para a "capacitação com padronização" nas unidades hospitalares dos distritos com maior índice de mortalidade infantil.

De acordo com Padilha, atualmente a maior dificuldade para a vacinação indígena é o acesso a essas populações. Por isso, explica, "contamos com o Exército, a Aeronáutica, a Marinha, o próprio Ministério da Saúde, as universidades nos Estados e os secretários municipais".

A campanha de imunização terminará dia 30 de abril e dentre as doenças que serão combatidas estão a poliomelite, difteria, tétano, coqueluche, meningite por haemophilus, sarampo, rubéola, varicela, pneumonia, hepatite B, influenza (gripe), tuberculose e febre amarela.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)