Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/09/2004 16:32

Fronteira Brasil-Paraguai com vigilância mais intensa

Mapa Imprensa

Autoridades paraguaias e brasileiras se reúnem nesta quinta-feira (09/09), às 9 horas, em Ponta Porã (MS), para discutir o plano de ação e vigilância agropecuária na fronteira entre os dois países. A fiscalização da área fronteiriça já havia sido reforçada há cerca de duas semanas devido à descoberta, em território paraguaio, de um caso de rinotraqueíte, infecção no sistema respiratório dos animais que tem sintomas semelhantes aos registrados em enfermidades vesiculares.

O delegado federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Mato Grosso do Sul, José Antônio Roldão, informou hoje (06/09) que a fiscalização intensiva é resultado de um entendimento entre os dois países para criar a Comissão Fronteiriça Permanente, que tem como objetivo aumentar o controle do trânsito de animais na região. “Outro fator importante neste esforço é a participação de agências internacionais, como o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa) e o Comitê Veterinário Permanente do Cone Sul nesta comissão”, afirma Roldão.

Atualmente, auxiliam na fiscalização da fronteira Brasil-Paraguai cinco postos instalados pelo Exército Brasileiro, que atendem a quatro municípios com um rebanho de cerca de 250 mil cabeças. “A idéia inicial é instalar 20 postos do Exército para cobrir os 50 km mais críticos da fronteira”, diz o delegado Roldão. O trânsito de animais entre os dois países está proibido pelo Ministério da Agricultura. É permitida apenas a entrada da carne paraguaia desossada no país. Hoje, devem ser instaladas outras cinco barreiras sanitárias para controlar o acesso de caminhões com gado paraguaio. As novas barreiras serão fixadas em Eldorado, Japorã, Sete quedas, Aral Moreira e Ponta Porã.

Recursos - Na última sexta-feira, o ministro Roberto Rodrigues anunciou, durante a feira internacional Expointer, em Esteio (RS), a liberação de R$ 400 mil para o controle da febre aftosa na região da fronteira no Mato Grosso do sul. O dinheiro ajudará nas ações do Exército, além de auxiliar a criação e manutenção de novas barreiras. Segundo o ministro, haverá um aumento dos recursos destinados à defesa agropecuária em 2005. “Já temos a garantia de R$ 152 milhões no orçamento da União, mas podemos elevar ainda mais esses valores em parceria com o Congresso Nacional”, disse.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)