Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

02/05/2006 16:15

Fornecimento do gás hoje esteve normal, diz MS Gás

Maristela Brunetto / Campo Grande News

O fornecimento do gás boliviano se manteve normalizado ao Mato Grosso do Sul e ao Brasil hoje, quando completa um dia que o governo de Evo Morales anunciou a nacionalização dos hidrocarbonetos. Para Três Lagoas estavam sendo destinados no final da manhã 933mil metros cúbicos e para Campo Grande eram 822 mil. São números que oscilam ao longo do dia.
O presidente da MS Gás, Maurício Arruda, obteve as informações com a TBG, a empresa responsável pelo transporte do gás natural ao Brasil, incluindo outros estados, como Paraná e São Paulo. Segundo ele, o País recebeu hoje em média 25 milhões de metros cúbicos.
Arruda disse que não tinha como comentar sobre preços e as relações com a Bolívia, uma vez que ainda é recente a decisão boliviana e está sendo tratada na esfera de estado, ou seja, pelo governo brasileiro.
Ele viu com preocupação, mas citou que o cenário já apontava para mudanças, lembrando que a lei dos hidrocarbonetos foi aprovada no ano passado, tendo agora sido regulamentada pelo governo boliviano. “É uma pena como isso está acontecendo”, disse sobre a decisão unilateral, “de quebra de contrato”.
Segundo ele, sendo garantido o fornecimento do gás natural pelo país vizinho, não haverá impacto. Em Campo Grande, a térmica William Arjona, uma indústria, oito postos de combustíveis, prédios residenciais, as caldeiras dos Hospitais Universitário e regional e algumas empresas utilizam o gás. Em Três Lagoas, tem a usina termelétrica, dois postos e três indústrias compradoras do gás. Hoje, ainda não houve procura na MS Gás de informações sobre o fornecimento.
Segundo Arruda, o Estado recebe cerca de R$ 30 milhões em ICMS referente à entrada do gás no País. Cedo o governador Zeca do PT tinha falado em cerca de R$ 20 milhões.
Esta tarde, o governo boliviano informou que vai manter o fornecimento e o preço ao Brasil e Argentina. Há ainda outros compradores, em países europeus.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)