Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/05/2006 16:15

Fornecimento do gás hoje esteve normal, diz MS Gás

Maristela Brunetto / Campo Grande News

O fornecimento do gás boliviano se manteve normalizado ao Mato Grosso do Sul e ao Brasil hoje, quando completa um dia que o governo de Evo Morales anunciou a nacionalização dos hidrocarbonetos. Para Três Lagoas estavam sendo destinados no final da manhã 933mil metros cúbicos e para Campo Grande eram 822 mil. São números que oscilam ao longo do dia.
O presidente da MS Gás, Maurício Arruda, obteve as informações com a TBG, a empresa responsável pelo transporte do gás natural ao Brasil, incluindo outros estados, como Paraná e São Paulo. Segundo ele, o País recebeu hoje em média 25 milhões de metros cúbicos.
Arruda disse que não tinha como comentar sobre preços e as relações com a Bolívia, uma vez que ainda é recente a decisão boliviana e está sendo tratada na esfera de estado, ou seja, pelo governo brasileiro.
Ele viu com preocupação, mas citou que o cenário já apontava para mudanças, lembrando que a lei dos hidrocarbonetos foi aprovada no ano passado, tendo agora sido regulamentada pelo governo boliviano. “É uma pena como isso está acontecendo”, disse sobre a decisão unilateral, “de quebra de contrato”.
Segundo ele, sendo garantido o fornecimento do gás natural pelo país vizinho, não haverá impacto. Em Campo Grande, a térmica William Arjona, uma indústria, oito postos de combustíveis, prédios residenciais, as caldeiras dos Hospitais Universitário e regional e algumas empresas utilizam o gás. Em Três Lagoas, tem a usina termelétrica, dois postos e três indústrias compradoras do gás. Hoje, ainda não houve procura na MS Gás de informações sobre o fornecimento.
Segundo Arruda, o Estado recebe cerca de R$ 30 milhões em ICMS referente à entrada do gás no País. Cedo o governador Zeca do PT tinha falado em cerca de R$ 20 milhões.
Esta tarde, o governo boliviano informou que vai manter o fornecimento e o preço ao Brasil e Argentina. Há ainda outros compradores, em países europeus.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)