Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/03/2004 15:54

FMI admite que foi ''otimista demais'' com a Argentina

Milena Galdino/ABr

A experiência argentina fará o Fundo Monetário Internacional (FMI) revisar os objetivos acertados com países devedores e a maneira como serão cumpridos. Em nota oficial, os diretores do Fundo admitiram ter sido “muito otimistas” ao estimar o índice de crescimento argentino nos 90 e nos meses anteriores à suspensão do pagamento da dívida, em 2001.

A nota classifica a crise argentina de 2001 e 2002 como "uma das suas piores de sua história". A diretoria divulgou que "as projeções de cresimento da Argentina – feitas pelo Fundo e analistas do mercado – foram à época muito otimistas, levando a uma visão muito complacente com a perfomance fiscal do país".

De acordo com a análise do Fundo, a crise teria acontecido por uma série de fatores, entre os principais deles “o crescente endividamento público e a contínua disposição da comunidade financeira privada em financiar as crescentes necessidades de crédito”. O FMI completou que a crise da Argentina foi um "importante aprendizado" para prevenir crises futuras e suas conseqüências.

O organismo aponta algumas lições para a análise da crise, principalmente pelo fato de a dívida "não ter sido alarmante em relação ao tamanho da economia" e a "estabilidade da política fiscal" da época. A paridade de câmbio, que equiparava o peso ao dólar, também pode ter fomentado a crise. “É importante que o regime de câmbio venha apoiado por algumas políticas estruturais e macroeconômicas totalmente consistentes”, disse a nota.

Brasil e Argentina acertaram recentemente medidas comuns para negociar com organismos internacionais de crédito, entre eles o FMI. A principal proposta é alterar as regras do Fundo para não considerar os investimentos em infra-estrutura como despesas no cálculo do superávit primário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)