Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/08/2008 16:03

Fiscalização liberta 126 trabalhadores no MS

A chuva dos últimos dias em Mato Grosso do Sul dificultou, mas não impediu, a ação fiscal do Grupo Móvel do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em fazenda de produção de cana-de-açúcar no município de Iguatemi, entre 29 de julho e 08 de agosto. Lá, 126 trabalhadores foram encontrados em situação considerada degradante, de acordo com as normas de saúde e segurança no trabalho.
Recrutados em Alagoas, Piauí e Maranhão, eles trabalhavam em uma usina de destilaria. Estavam alojados em locais sujos, dormiam no chão, em colchões que eles próprios haviam comprado e não havia água filtrada. Segundo o Auditor Fiscal do Trabalho e coordenador da ação, Luiz Carlos dos Santos Cruz, os Equipamentos de Proteção Individual (EPls), tais como botas, óculos e luvas, estavam todos estragados, o que causava muitos acidentes no trabalho.
"Além da impressão de que eles moravam numa cadeia, o fazendeiro mantinha os trabalhadores no campo, sem produzir. E quando o trabalhador que ganha por produção é impedido pelo empregador de continuar essa produção - por qualquer motivo que seja -, ele é obrigado a compensar o resto do dia trabalhado e isso não estava acontecendo, o que caracterizava assim o assédio moral", explica o auditor.
De acordo com Luiz Carlos, o fazendeiro tentou impedir a ação fiscal, entrando com liminares para suspendê-la, mas todas foram reprovadas. "Ele estava com muitas pendências na usina, lavramos 48 autos de infração e interditamos a fazenda até o último dia 07, quando ele fez algumas melhorias nas condições de trabalho e se adaptou às normas", conta.
Os 126 trabalhadores resgatados correspondem a um terço dos trabalhadores que cortavam cana. Os outros tiveram sua situação regularizada e continuaram trabalhando na usina. Todos os resgatados receberam as verbas rescisórias e foram encaminhados às suas cidades de origem. "Esperamos que a ação sirva de parâmetros para outras usinas, afim de que elas cumpram as normas trabalhistas", completa.
Essa não é a primeira vez que a usina é autuada, no ano passado a ação fiscal do MTE resgatou 409 trabalhadores que trabalhavam lá.






MTE

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)