Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/01/2008 19:32

Financiamento de veículos terá registro em cartório

Humberto Marques/Campo Grande News

A partir de fevereiro deste ano, todos os contratos de financiamento de veículos firmados em Mato Grosso do Sul passarão a contar com registro em cartório, obedecendo assim resolução do Conselho Nacional de Trânsito que exige o registro de contratos de garantia real dos veículos automotores. Os valores desse registro podem variar de R$ 50 a R$ 1,1 mil, conforme informou o presidente da Anoreg (Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso do Sul), Paulo Pedra, ressaltando que esses valores não serão custeados pelo contratante do financiamento – ou seja, o consumidor.

“O registro do contrato em cartório não irá encarecer a operação porque, hoje, as financeiras cobram a TAC [Taxa de Abertura de Crédito] dos clientes. Os valores do serviço sairão dessa taxa”, explicou. O convênio foi firmado pela Anoreg e pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul, e ainda contará com fiscalização do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e do Procon/MS.

O objetivo desse acordo é garantir ao contratante do financiamento o acesso aos contratos, bem como melhores explicações sobre seus termos. É nesse aspecto que entra a atuação do Procon, que apurará o cumprimento da legislação de defesa do consumidor, no que tange à modicidade dos valores cobrados e a relação entre as empresas que vendem e que financiam o veículo.

A Corregedoria-Geral de Justiça do TJ, por sua vez, vai normatizar o funcionamento da central de atendimento para registro dos contratos que já existe na Casa da Cidadania. Informações sobre cadastro e registro de veículos serão responsabilidade do Detran, e a Anoreg (entidade que representa os cartorários) fará o registro de contratos com cláusulas de garantia real de veículos registrados ou licenciados no Estado e providenciará o cadastro no Detran de informações dos contratos de garantia real. A operacionalização financeira também ficará com a Anoreg, a partir de valores arrecadados com a TAC – sendo que 30% do total irão para o Departamento de Trânsito desenvolver seus trabalhos.

Necessidade – A advogada pública Rosimeire Cecília da Costa, do Procon/MS, ressalta a importância do contrato pelo fato de garantir aos compradores de veículos acesso a uma documentação que, nem sempre, é disponibilizada pelas “garagens” ou empresas financeiras. “O principal é que a pessoa que está comprando o veículo não percebe que, ao contrair o financiamento, está realizando duas operações distintas”, afirmou a advogada.

Rosimeire da Costa afirma que a primeira operação é a da compra do carro, que vem acompanhada de um contrato de crédito com a instituição financeira. Neste último caso, as queixas são do não fornecimento do contrato por fatores como a localização do escritório da financeira. “Sem perceber, o comprador está assumindo uma obrigação com um terceiro”, alerta. “O fato é que o contrato com a financeira irá permanecer, uma vez que essa empresa pagará na hora ao vendedor do veículo”.

A advogada defende a realização dos contratos com registro em cartório, justamente por obrigar a apresentação de todos os documentos. “As cláusulas passam a ser pactuadas com antecedência, beneficiando o cliente com a prestação de informações claras e adequadas a partir da minuta contratual”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)