Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/01/2008 13:34

FFMS diz que times da Capital não têm estádio para jogar

Paulo Fernandes - Campo Grande News

“Os times de Campo Grande não tem estádio para jogar. Cene, Operário e Comercial estão sem pai e nem mãe”. A declaração é do presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Francisco Cezário, que classificou a atitude do reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Manoel Catarino Paes Peró, de “inoportuna”. Peró determinou a interdição do estádio Pedro Pedrossian, o Morenão, que fica no campus daquela instituição de ensino, em Campo Grande. O Morenão pertence à universidade e é o principal estádio de Mato Grosso do Sul, além de candidato a sediar jogos da Copa do Mundo de 2014.

Segundo Cezário, a federação já conta com todos os documentos necessários para que os jogos possam ser realizados no Morenão, inclusive laudo dos bombeiros atestando a segurança do local. “Temos toda a documentação para realizar os jogos lá. O Morenão é o grande palco. Mas a decisão é do reitor”, disse.

Para o presidente da federação, o Estádio Jacques da Luz, nas Moreninhas, não tem condições de receber os jogos desses times. “Nas Moreninhas não tem a mínima possibilidade de se realizar os jogos”, disse.

O presidente da federação entende que os estádios Morenão, Nnho da Águia (Rio Brilhante), Loucão (Maracaju), Madrugadão (Três Lagoas) e os estádios de Camapuã e Costa Rica têm condições de receber partidas normalmente. Mas sem as liberações desses estádios, os jogos do Campeonato Sul-Mato-Grossense, que está em andamento, terão que ser remanejados. “Temos como opção o estádio de Nova Andradina e o de Sidrolândia”, afirmou.

Já o presidente do Operário, Tony Vieira, disse que não abre mão da estréia contra o Rio Verde no Morenão, neste domingo. “Tudo que o Peró pediu nós assinamos”, disse. “A atitude dele foi uma falta de respeito”, acrescentou.

Cezário e Tony Vieira não conseguiram falar hoje com o reitor, que está viajando. Peró está em Naviraí. Ele disse ao Campo Grande News que retorna à Capital no período vespertino e que aí se pronunciará sobre o assunto.

A interdição do estádio acontece um mês e meio após a queda de uma arquibancada no estádio Fonte Nova, em Salvador, que ocasionou a morte de diversos torcedores. Peró havia afirmado ontem que a interdição é para que sejam feitos estudos sobre as condições da estrutura física do estádio.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)