Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/05/2015 21:15

Fetems mantém greve nas escolas estaduais e vai recorrer da decisão do TJ/MS

Antonio Marques, Campo Grande News

Mesmo com a possibilidade de pagamento de multa diária de R$ 25 mil, o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botarelli, afirmou que a greve dos trabalhadores em educação da rede estadual de ensino vai continuar e vai recorrer da decisão do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que concedeu liminar favorável ao governo do Estado, considerando a paralisação ilegal e abusiva, assim que receber a notificação.

Segundo Botarelli, considerando os dados divulgados pela secretaria estadual de Educação em relação à paralisação no Estado, a Fetems já estaria cumprindo a determinação do Tribunal de Justiça, mesmo sem ter sido notificado. “Se a secretaria informa que só 30% das escolas aderiram à greve, então estamos cumprindo a decisão do Tribunal”, destacou o presidente da Federação.

Roberto Botarelli disse que não tinha conhecimento do teor da decisão do desembargador Sérgio Fernandes Martins, mas o setor jurídico estaria preparado para recorrer dentro do prazo legal assim que for notificado. Ao ser informado pela reportagem sobre o fato de o desembargador questionar e legitimidade da Federação para representar os funcionários administrativos da educação, Botarelli afirmou que a Fetems é a representante legal dos administrativos e vai comprovar na defesa ao Tribunal. “Temos carta sindical e somos os legítimos representantes dos administrativos”, ressaltou.

Para ele, o Sinfae-MS (Sindicato dos Funcionários Administrativos na Educação de Mato Grosso do Sul) é um sindicato que não representa a categoria e “serveria apenas para arrecadar o imposto sindical”. O desembargador considerou esse sindicato o legítimo representante dos administrativos da educação mesmo ele constando como inativo no cadastro de entidades sindicais do (MTE) Ministério do Trabalho e Emprego.

Roberto Botarelli garantiu que a greve deve continuar por pelo menos mais dez dias se o governo não apresentar nova proposta à categoria. Tanto o governo quanto a direção da Fetems dizem que estão abertos ao diálogo, mas até o momento não existe reunião marcada para negociação e nem data de nova assembleia da categoria. “Quando tivermos pauta vamos marcar assembleia”, explicou o presidente da Federação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)