Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/04/2006 15:26

Federação diz que lei não promoverá pesca predatória

Campo Grande News/ Marcelo Fernandes, do Corumbá On Line

O presidente da Federação dos Pescadores de Mato Grosso do Sul, Estevão Miranda, explicou ao Corumbá On Line que o projeto de lei do deputado estadual Akira Otsubo não irá incentivar a pesca predatória nos rios estaduais, mas garante a existência da categoria. “A lei nos dá a tranqüilidade de saber que a nossa categoria vai continuar existindo, porque não podíamos dormir como pescadores e acordar com decretos extinguindo a atividade. Isso não seria justo”, afirmou.

Segundo ele, os equipamentos liberados pela legislação não causam agressões ao meio ambiente. “O anzol de galho, por exemplo, não é predatório. O Conpesca (Conselho Estadual de Pesca) aprovou o uso de 20 anzóis e 20 bóias por pescador, mas de repente, o Governo do Estado proibiu, numa decisão que não passou pelo Conselho”, observou. Miranda ressaltou que entidades como Embrapa e Ecoa – que têm assento no Conpesca – são favoráveis aos pescadores.

De acordo com o dirigente sindical, a liberação da cota de pescado não prejudica o estoque pesqueiro. “A própria natureza nos impõe limites”, disse. “O que distingue o pescador profissional do amador são os equipamentos que usamos para trabalhar e, proibí-los não seria justo para quem vive dessa atividade”.

Esta manhã, empresários ligados à Associação Corumbaense das Empresas de Turismo (Acert) realizaram um “navegaço de conscientização ambiental pelo rio Paraguai”, como definiu o presidente da entidade, Luiz Martins. Quatorze barcos-hotéis cruzaram simultaneamente o rio Paraguai – numa espécie de comboio e com buzinaço – na região do Porto Geral de Corumbá, num gesto, segundo os empresários, de alerta à sociedade local sobre as conseqüências que a legislação – aprovada em primeiro turno na Assembléia Legislativa – pode acarretar ao meio ambiente pantaneiro caso entre em vigor definitivamente, após segunda votação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)