Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/01/2008 15:22

Febre amarela foi contraída em Bonito

O Ministério da Saúde já confirmou o primeiro caso de febre amarela oriundo de Mato Grosso do Sul. Uma mulher natural de São Paulo está internada desde o dia 6 de janeiro no hospital São Luiz, na mesma cidade. Segundo o governo federal, ela teria contraído a doença no município de Bonito, onde passou férias de 29 de dezembro a 2 de janeiro, tendo inclusive contato com macacos. O secretário de Turismo de Bonito, Augusto Barbosa Mariano, disse que é “temeroso e precipitado” dizer que a turista contraiu a doença em Bonito. “Ela rodou mais de quatro mil quilômetros viajando”, defendeu o secretário.
Esta é a segunda confirmação de febre amarela em humanos este ano no país e a primeira oriunda de MS. O primeiro caso confirmado foi de Graco Abubakir, que morreu na semana passada em Brasília. No sábado, morreu em Goiás (GO) um espanhol que apresentava sintomas da doença. Segundo o Ministério da Saúde, até agora foram notificados 24 casos – dois confirmados, cinco descartados e 17 casos pendentes.

BONITO
De acordo com o Ministério da Saúde, o estado de saúde da mulher internada em SP é estável, mas ainda sem previsão de alta médica. Ela foi internada com sintomas de náuseas, vômitos e mal-estar e, segundo os boletins médicos, a melhora é gradativa.
A mulher, cujo nome não foi divulgado, saiu da capital paulista, passou pelo Paraná e veio para MS. No dia 27 de dezembro, ela teria desembarcado no aeroporto de Dourados e no dia 28 seguido para Bonito. Segundo a secretaria estadual de Saúde, a paciente relatou que alimentou e brincou com macacos durante passeios na zona rural de Bonito.
Por causa da confirmação do primeiro foco de febre amarela no Estado, o Ministério da Saúde determinou o emprego de medidas emergenciais, como intensificação da vacinação e a borrifação de veneno contra o mosquito transmissor. As mesmas medidas deverão ser adotadas em Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal. No final de semana, a secretaria estadual de Saúde iniciou o trabalho de borrifação em Bonito.
O secretário de Turismo de Bonito, Augusto Barbosa Mariano, mostrou preocupação em relação à imagem da cidade após a confirmação de febre amarela. Ele afirma que as ações de vigilância são firmes na cidade e põe em dúvida a probabilidade de a mulher ter contraído a doença durante a visita à cidade.
“Nossas medidas de profilaxia são fortes e intensificados. Aqui não temos nenhum caso de febre amarela notificado”, afirmou. “Além disso, 3,6 mil municípios do país têm potencialidade para serem transmissores da doença”, afirmou.

DOURADOS
Durante o final de semana, o Ministério da Saúde descartou a contaminação por febre amarela de uma mulher de 51 anos que está internada na Santa Casa de Maringá. Ela apresentou sintomas da doença após viagem a Dourados, mas o exame para febre amarela deu negativo.

CORRE-CORRE
Apesar da orientação do Ministério da Saúde sobre ausência de epidemia de febre-amarela, a confirmação de casos tem provocado corre-corre da população aos postos de saúde em todo o país. Em Dourados, a situação não é diferente. De acordo com o coordenador de imunização da secretaria municipal de Saúde, Devanildo de Souza, a procura pela vacina triplicou desde o início do ano. “Todos os postos estão lotados”, afirmou.
O técnico de enfermagem Antonio de Araújo, que atende no posto Tipo A, no centro da cidade, disse que aplica pelo menos 300 doses da vacina todos os dias. O despachante Ivo Moraes, 33, procurou o posto de saúde na sexta-feira após divulgação de casos da doença no país. “Não lembro quando tomei a última vez,mas é importante prevenir”, disse ele.
A farmacêutica Elisiane Stefaneli Vieira, 36, vai viajar para a região de Goiás e tomou a vacina, juntamente com dois sobrinhos. “É importante estar imunizada para viajar tranqüila”, afirmou.




Diário MS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)