Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/07/2010 16:03

Falta de carteiros ameaça entrega de correspondências

Campo Grande News/ Aline dos Santos

Enquanto os Correios apostam nas eleições para aumentar a demanda de trabalho, os carteiros são obrigados a trabalhar aos fins de semana na tentativa de que as correspondências não atrasem em Mato Grosso do Sul.

“A gente tenta entregar no prazo certo porque a população não tem culpa e confia no serviço”, conta um funcionário de 50 anos, que há 12 anos trabalha como carteiro em Campo Grande. No Estado, são cerca de 800 carteiros, mas o ideal, segundo o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso do Sul, era a contratação de 120 servidores.

O carteiro relata que o serviço era para ser de segunda a sexta-feira, sendo quatro horas de trabalho interno, com a seleção das correspondências, e quatro horas entregando as cartas. Porém, depois das 8h diárias, a maioria volta sem ter conseguido entregar todas as correspondências.

Desta forma, os carteiros são convocados a trabalhar mais quatro horas no sábado, caso o serviço não termine, o expediente é ampliado em mais duas horas. O carteiro explica que a empresa paga hora-extra. “Mas é difícil não ter descanso. As pessoas começam a se afastar por problemas musculares, stress, depressão”.

Secretário-geral do sindicato, Alexandre Takachi de Sá, aponta que também houve amento no absenteísmo (ausência temporária do trabalho por motivo de doença) e acidentes de trânsito envolvendo os carteiros, que distribuem as cartas a pé, de bicicleta ou moto.

Segundo ele, o trabalho dos carteiros aos sábados e até aos domingos acontece em todo o Estado. “Em Ponta Porã está muito complicado. E as pessoas já sentem o reflexo na demora das correspondências”, salienta.

Com as inscrições encerradas em fevereiro, o concurso dos Correios teve a data da prova agendada só no último dia 26. A prova será aplicada no dia 19 de setembro. O concurso prevê 60 vagas para carteiros no Estado. “O Correios vai alegar que é serviço essencial, mas acho que as contratações só vão sair no ano que vem, devido ao período eleitoral”, afirma Alexandre.

Sem problemas – De acordo com a assessoria de imprensa dos Correios, não há ameaça na entrega de correspondências em Mato Grosso do Sul. O setor informa que há um Plano de Contingência Nacional para suprir as vagas abertas em todo o país até a contratação de aprovados em concurso público.

No Estado, foram contratadas 22 pessoas como mão de obra temporária. Conforme a assessoria, outros poderão ser contratados em caso de necessidade. Para que não haja atrasos nas entregas, os carteiros ainda cumprem, quando necessário, horas-extras, pelas quais são remunerados conforme legislação, e trabalhos nos finais de semana.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)