Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/11/2009 19:12

Falta de boi para abate ameaça emprego, alerta sindicato

Edivaldo Bitencourt, Campo Grande News

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Campo Grande, Rinaldo de Souza Salomão, afirmou que a redução de 40% nos abates de bovino poderá causar demissões no setor. O alerta foi feito com base na falta de bovinos para atender a demanda dos frigoríficos do Estado.

Salomão confirmou com o Sindicato dos Frigoríficos de Mato Grosso do Sul o problema da falta de matéria-prima no dia-a-dia na maioria dos frigoríficos do Estado. Segundo ele, os 17 maiores frigoríficos do Estado estão abatendo em média 600 cabeças/dia, quando sua capacidade seria de pelo menos 1.000 cabeças/dia.

“Com essa redução de 40% de sua capacidade ideal para atender aos compromissos internos e externos, sentimos que poderá afetar o emprego de centenas de trabalhadores no Estado”, comentou o sindicalista, que teme nova onda de demissões no setor.

Rinaldo Salomão informou que o sindicato tem sido procurado por trabalhadores de diversos frigoríficos que teriam conhecimento das dificuldades das empresas para conseguir gado para abate. “Temos sido pressionados para levar esse assunto ao conhecimento público para que as partes, principalmente produtores e empresas, cheguem a um acordo para garantir o fornecimento de gado para abate sem precisar demitir funcionários por conta disso”, comentou.

O sindicato dos trabalhadores espera que o governo do Estado interceda nesse processo, intermediando um diálogo entre as duas partes (indústria e fornecedores) para que os trabalhadores não sejam, mais uma vez, grandes prejudicados com o desemprego.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)