Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

13/06/2009 11:47

Ex-reitor da Uniderp assume presidência da Santa Casa

Campo Grande News/ Edivaldo Bitencourt

Quatro meses após ser indicado pela prefeitura de Campo Grande, o ex-reitor da Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal) será o novo presidente da Santa Casa de Campo Grande, o maior hospital da região Centro-Oeste, com 835 leitos e um orçamento mensal de aproximadamente R$ 7,5 milhões. Ele irá substituir o presidente da junta interventora, Rubens Trombini Garcia.

Nesta semana, o juiz da Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Nélio Stábile, acatou o pedido feito pela prefeitura, que teve o aval dos representantes dos ministérios públicos Estadual, Federal e do Trabalho.

Ele também aceitou a nomeação do ex-diretor executivo da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e atual assessor especial da prefeitura, Salim Cheade, para assumir o papel de administrador geral da instituição, ocupado por Natalício Gonçalves de Almeida. Apenas o contador indicado pelo Governo, Edson da Matta, permanece na junta.

O magistrado ainda determinou a reativação da Controladoria do hospital, que se mostrou necessária com os fracassos do processo de profissionalizar a instituição feito pela SPDM, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Com a decisão, a prefeitura mantém a proposta de fazer uma transição na gestão da Santa Casa. O grande problema é que o município considera Pedro Chaves membro da Associação Beneficente, a mantenedora do hospital. No entanto, o presidente da entidade, Esacheu Nascimento, ressaltou que o ex-reitor da Uniderp não é um dos 120 beneméritos da instituição.

O pedido de substituição foi feito em fevereiro deste ano. No entanto, o juiz da Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Dorival Moreira dos Santos, determinou, no julgamento do mérito da ação civil pública, o fim da intervenção no hospital.

A Associação Beneficente foi afastada do comando da Santa Casa em 14 de janeiro de 2005. Na época, o presidente do hospital, Arthur D’Ávila Filho, chegou a fechar o pronto socorro alegando falta de condições de manter o hospital funcionando em Campo Grande.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)