Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/03/2008 19:00

Ex-prefeito condenado à prisão

TJMS

Publicado nesta segunda-feira (24), despacho proferido pelo juiz Albino Coimbra Neto, da comarca de Três Lagoas, nos autos 021.00.520376-0, em que o réu J.P.B., ex-prefeito daquela localidade, foi condenado a dois anos e oito meses de detenção por desvio de dinheiro público.

A sentença condenatória saiu em junho de 2006, porém o réu recorreu ao Tribunal de Justiça de MS, que manteve a sentença de primeiro grau na íntegra e negou seguimento de recurso especial para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), por ter sido este interposto fora do prazo. Inconformado, o réu interpôs agravo do STJ e teve seu recurso indeferido. Da sentença não cabe mais recurso.

De acordo com a sentença condenatória, ao réu não será permitida a substituição da pena. Assim, no despacho, o magistrado da 2ª Vara Criminal determinou que, com o trânsito em julgado da condenação, à Vara de Execução Penal seja enviada guia definitiva de execução da pena para que o réu comece a cumprir a sentença.

Entenda – Consta dos autos que J.P.B. foi denunciado pelo MP como incurso nas penas dos art. 312 (peculato) "caput," e art. 315 (emprego irregular de verbas ou rendas públicas), combinado com 69 (concurso material), "caput", todos do Código Penal.

Na denúncia, consta que a prefeitura de Três Lagoas, por intermédio de J.P.B., firmou convênio com o Estado, pela Secretaria de Estado da Habitação e Desenvolvimento Urbano, objetivando a construção de 400 unidades habitacionais nos bairros Jardim Maristela e Vila Piloto III. Foi aberta a conta corrente nº 0860-01108-05, Banco Bamerindus S.A., agência local, para que fossem depositados os repasses emitidos pelo Estado, para a construção das moradias, quando a prefeitura recebeu, em duas parcelas, a quantia de CR$19.443.633,34.

Desse total, em dezembro de 1993, 15 milhões foram transferidos para outra conta corrente do Executivo Municipal para pagamento de salário de funcionários, caracterizando desvio de destinação de verba. Em setembro de 1994, foi efetivado saque da conta do convênio, no valor de R$1.185,19, cuja destinação não foi determinada.

Das 400 casas habitacionais previamente acordadas foram construídas e entregues 50 na Vila Piloto III e mais 50 no Jardim Maristela, cuja construção não foi totalmente concluída, apesar de o Estado haver repassado o valor referente para finalização. Diante dos fatos, consta do processo que o réu, aproveitando-se do cargo de prefeito, apropriou-se do dinheiro destinado à construção de casas populares, em seu proveito próprio, dando destino diverso às verbas enviadas pela Secretaria Estadual.

Autoria do Texto:Secretaria de Comunicação Social

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)