Cassilândia, Segunda-feira, 24 de Julho de 2017

Últimas Notícias

09/06/2014 18:02

Ex-aluno de universidade receberá R$ 14 mil de indenização

TJMS

O juiz titular da 13ª Vara Cível de Campo Grande, Alexandre Corrêa Leite, julgou procedente a ação movida por S.F.A. de M. contra uma instituição universitária, condenando-a a declarar a inexistência do débito que motivou a inscrição do nome da autora nos órgãos de proteção ao crédito, além de efetuar o pagamento de R$ 14.480,00 de indenização por danos morais.

Narra a autora da ação que, em dezembro de 2012, teve seu nome inscrito pela ré nos órgãos de proteção ao crédito devido a uma suposta dívida, no valor de R$ 220,00, referente a serviços educacionais.

Alegou, no entanto, que mesmo que tenha fechado um contrato de prestação de serviços educacionais com a universidade ré, pediu o cancelamento de sua matrícula em dezembro de 2012. Disse ainda que, apesar da ré ter recebido o requerimento como se fosse de trancamento de curso, o cancelamento foi efetivado depois, por meio de nova solicitação da autora.

Em contestação, a universidade alegou que a negativação do nome da autora nos órgãos de proteção ao crédito é devida, pois ocorreu pelo não pagamento dos débitos de serviços educacionais.

Sustentou ainda que a autora não observou o procedimento regular para o trancamento ou cancelamento da matrícula, pois protocolou o requerimento depois do prazo estipulado.

Ao analisar os autos, o magistrado observou que a ré não apresentou provas que comprovem a origem do débito e a inadimplência da autora, de modo que condenou a universidade ré a declarar a inexistência do débito o qual a autora teve seu nome negativado.

Por fim, o juiz julgou procedente o pedido de indenização por danos morais, já que, por causa de erro da ré, a autora teve sua honra prejudicada, e que essa atitude “gera induvidosa mácula à reputação e ao bom nome do suposto devedor”, pois quem está nessa situação é tido como mau pagador ou inadimplente.

Processo nº 0807863-10.2013.8.12.0001

Autor da notícia: Secretaria de Comunicação Social - imprensa.forum@tjms.jus.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 24 de Julho de 2017
Domingo, 23 de Julho de 2017
08:00
Receita do dia
Sábado, 22 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)