Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

25/10/2019 09:20

Estudantes sul-mato-grossenses são selecionados em competição da NASA

Correio do Estado

Egressos do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) , do campus de Campo Grande venceram a etapa local do Nasa Internacional Space Apps Challenge, na Capital. A competição, um hackathon - maratona de inovação tecnológica - é promovido pela Agência Espacial Americana (Nasa) e propõe uma série de desafios aos participantes.

A equipe Toguro, formada pelos estudantes Enzo Paiva, Alan Silva, Vinícius Petini e Cezar Alves, ficou em primeiro lugar com o projeto "Posseidon – Sistema de Monitoramento de Poluição dos Mares e Oceanos Via Satélite". A proposta é fazer uma coleta de lixo mais precisa em alto mar e o projeto analisa a clorofila das plantas presentes na água por meio de ferramentas fornecidas pela Nasa.

“Foi uma experiência completamente diferente porque lidamos com desafios mundiais e espaciais para a melhora do mundo em que vivemos, e ainda utilizando tecnologias que nós nunca imaginamos chegar perto como, por exemplo, a manipulação de dados por satélite”, ressalta Enzo.

O segundo lugar na competição foi conquistado pela equipe Cefas sem Clã, formada pelos estudantes Gabriel Braga, Gabriel Vilas Boas, Igor Alessandro e Luka Lickaj, com o projeto "M!UVe - Aplicativo Automatizado de Monitoramento Inteligente de Raios UV tipo A, B e C". Com base na experiência do usuário, o aplicativo considera o tempo de exposição ao sol, indicando os horários em que é necessária maior proteção. O programa também aponta qual tipo de protetor solar ideal.

“Nosso aplicativo colhe dados de incidência UVA a partir de uma interface de programação de aplicativos que a Nasa disponibilizou. A partir da localização do usuário, calcula-se o tempo seguro de exposição ao sol, de acordo com o tom de pele e a atividade desempenhada, no período do dia analisado”, explica Gabriel Braga.

COMPETIÇÃO

As duas equipes ganharam medalhas. A maratona, realizada entre os dia 18 e 20 de outubro, em Campo Grande, reuniu 11 equipes, sendo oito do IFMS - duas de Corumbá, três de Dourados e três de Campo Grande.

O hackathon foi organizado pelo professor de Informática do IFMS, Jiyan Yari. “É um evento diferenciado, realizado em mais 300 cidades do mundo ao mesmo tempo. As exigências técnicas são muito grandes e toda a estrutura – alimentação, local e camisetas, por exemplo – é de responsabilidade da organização local, com o apoio de parceiros”, disse.

Os projetos apresentados como solução para os desafios propostos foram avaliados por três pós-doutores. Os vencedores foram encaminhados para uma avaliação em nível nacional e terão os aplicativos implementados pela Nasa. Posteriormente, serão avaliados pela agência. Eles também farão uma visita aos Estados Unidos para trabalhar com a equipe Nasa.

HACKATHON

Buscar em tempo recorde soluções de programação para os mais diversos problemas. Essa é a proposta de um hackathon, modalidade de competição que promove uma maratona intelectual por inovações e desenvolvimento tecnológico.

Os participantes são convidados a resolver desafios reais desenvolvidos pela Nasa. São avaliados impacto, apresentação, qualidade do produto e a criatividade empregada na solução. A ideia é entender que tipo de problema o projeto resolve, a capacidade de comunicação da equipe, a inovação proposta e a facilidade de uso da tecnologia.

A competição da Nasa foi realizada simultaneamente em mais de 80 países. No total, foram registrados 1.375 projetos em 2019, segundo informação disponibilizada na página da competição.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Novembro de 2019
09:00
Santo do Dia
06:44
Cassilândia/Barretos
Quinta, 14 de Novembro de 2019
09:00
Santo do Dia
Quarta, 13 de Novembro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)