Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

29/08/2012 13:01

Espanha: imigrante ilegal pode ficar sem atendimento médico gratuito

Renata Giraldi, Agência Brasil


Brasília – Líderes de movimentos sociais, organizações não governamentais e entidades civis preparam para o próximo sábado (1º) um protesto em Madri, capital da Espanha, em defesa do direito dos imigrantes ilegais receberem atendimento gratuito de saúde. A manifestação é um protesto contra a decisão das autoridades espanholas que suspenderam a autorização ao acesso à saúde pública para os estrangeiros que não estão em dia com seus documentos no país.

A estimativa é que na Espanha vivam mais de 153 mil imigrantes ilegais, principalmente de países sul-americanos e africanos. Os cálculos do governo é que o fim do atendimento público gratuito de saúde aos imigrantes ilegais resultará na economia de 500 milhões de euros. O decreto passa a valer a partir do dia 1º.
Pelo decreto, os imigrantes ilegais passam a ter direito apenas aos serviços de urgência de atendimento e maternidade, além dos cuidados médicos para os menores de 18 anos. Vários profissionais de saúde se posicionaram contra a medida. As administrações das regiões do País Basco, Andaluzia, Astúrias e Catalunha informaram que não aplicarão a medida, assim como cidades de Navarra.

A manifestação deve ocorrer em frente ao Hospital Gregorio Marañón, em Madri, um dos maiores da rede pública. As autoridades espanholas alegam que a decisão é levada pelas necessidades econômicas, pois o governo da Espanha tenta colocar em prática um plano de contenção orçamentária para garantir o pagamento de uma dívida de 16 bilhões de euros.

Em comunicado conjunto, os organizadores do protesto dizem que a decisão é “um ataque frontal” ao direito à saúde e à cidadania. Segundo as entidades civis, a medida contraria a responsabilidade pública e a ética do Estado.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa
Edição: Carolina Pimentel

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)